31 janeiro, 2009

tempo global

 
Joël de Rosnay,
o macroscópio (para uma visão global)
ed. arcádia


Quando, ultimamente, comecei a ouvir falar da crise global, blá blá blá sistémico e coisa e tal da educação, vá-se lá saber por alma de quem, lembrei-me deste livro que li em 1977. Fui desencantá-lo há uns dias. Folheei-o com um sorriso nos lábios. O que o tempo faz por onde passa...
[sim, é mesmo só isto. o quê? não deveria ter feito o post? agora está, está. sujeito-me... :)] [ Tá bem. ok. ok. ponho uma música]


Maria Bethânia, oração ao tempo

4 comentários:

heretico disse...

razão antes de tempo? rss

não resisti à maldade - tens um "desafio" no "relógio de pendulo".

Mr. Lynch disse...

Mdsol;
Um tipo de leitura que não conheço... mas certamente muito interessante.
Gosto de Maria Bethânia. Utilizo algumas vezes quando estou a pintar.
:)

Clarice disse...

Vou ver a Bethânia no coliseu de Lisboa... esta voz leva-me no tempo... "tempo, tempo, tempo, tempo..."

Bela escolha!:)

cristal disse...

Também li este, por essa altura... Da Bethânia? Que bom lembrar!