23 janeiro, 2009

termos incríveis (2)




Bruegel, P.
children's game
(1560)



Devagar, devagarinho, de forma assaz sustentada (rsrsrs) chegam termos "incríveis" dos "ilustres visitantes". Um enorme bem haja a todos. Obrigada por serem quem são! Iguais a vós próprios! rsrsrrs
Pedia a fineza, porém, e se tal não implicar que envidem demasiados esforços, que colocassem separadamente os termos ou, quiçá, as expressões, para que eu não vos traia olvidando alguma contribuição, quando as cato no meio das frases! Tudo para que o vosso esforço não seja debalde, tudo em prol de uma lista escorreita!!! O que vos sugiro é que se focalizem de modo a que o repositório seja requalificado com rigor. Desejo ardentemente que a iniciativa se cimente não obstante os vossos afazeres. rsrsrsrs
[Antes que alguém inusitado (!!) por estas bandas faça juízos precipitados (!!!) relembro que hoje é sexta-feira, último dia de uma árdua semana de trabalho e... olhem, apesar de na estética de Kant o jogo ter uma importância marginal, Schiller, já no finalzinho do século XVIII, dizia que o Homem não é completo senão quando joga (cito de cor...). Atrever-me-ia a enquadrar a brincadeira ora proposta (!!!) no conceito de paidia (não é gralha, paideia é outra coisa)]

Ponto da situação:
_ "Est(ou)amos pinado(s)" (Luís Fonseca - O natural de Barrô)
_ "Avonde" e "Debalde" (A. Teixeira - Herdeiro de Aécio)
_ "acessibilidades", "focalizar", "requalificar". Há mais, mas estou momentaneamente "obnubilado". (António Torres - faccioso e radical livre)
_ Gosto de "ambos os dois" [amiúde e quiçá] (Sombra e luz - istoestadificildemais)
_ "Não obstante" o amável convite a que com "prontidão" absoluta me apressei a responder gostaria que "por obséquio" "não cimentasse" demasiado depressa tão famosa e "amável" lista de tão notórios e brilhantes "arquétipos" para que sirva de "repositório" fiel da nossa "memória futura".
PS: "In extremis" me lembrei, ia-me "olvidando" de referir que "entre aspas" coloquei as tais inesquecíveis expressões . (Fernando Vasconcelos - Diz que não gosta de música clássica?)

Fico a aguardar mais respostas na caixa dos comentários.
Esta que muito vos estima,
mdsol

Última hora (à O Público) [em actualização]
_ transeunte, conjugue, unguento, léxico (patti - ares da minha graça)
_(quedo-me) em (abstratos) pensamentos ; (desafortunadamente); demasiadas vezes (arábica - em pequenas doses)
_ À "guisa" de exemplo, deixe-me recordar que em tempos de "antanho" era prática "consuetudinária" fazer jogos de palavras, para que os "gaiatos" se familiarizasem com a nossa "avoenga" língua. (Carlos Barbosa de Oliveira - crónicas do rochedo)

7 comentários:

Patti disse...

Olá, vim retribuir a sua simpática visita ao Ares.

Aproveito já agora, para deixar-lhe as minhas palavras-ódio-de-estimação: transeunte, conjugue, unguento, léxico.

Arabica disse...

Ora aqui vão:


-(quedo-me) em (abstratos) pensamentos


(desafortunadamente)


demasiadas vezes :)


Beijos e uma boa 6ª feira!

Violeta disse...

Gosto muito deste quadro do velho Bruegel. Aliás já o usei num trabalho...
bjs

António Torres disse...

Outra expressão com que "engalinho", é a quela tantas vezes repetida - "a nossa vizinha Espanha", ou "a nossa bizinha Espanha", consoante a geografia do momento.
por que razão não se diz apenas - a Espanha, e tem que se acrescentar - a nossa vizinha???
:))))

anamar disse...

Sim sim, mdsol, já cá estou desde o principio da semana... mas com a energia que os trópicos me dá! Agora há que debitar algumas emoções, só com a calma daqui vejo as fotos que fui fazendo, nem todas boas... a luz por lá estava má, muita chuva...
Também o acordo ortográfico me deixou baralhada... obrigatório desde o dia um de janeiro...
Mas anda por aí uma guerra qualquer com as palavras????
Bom fim de semana e para agosto espero atravessar de novo o Atlantico!
Abracinho

Donnola disse...

escapa-me o sentido mas não há como priberam :DDDDD dicionário on-line

O natural de Barrô disse...

Escaganifobético e/ou escanifobético.