10 janeiro, 2009

sábado à tarde (não só, mas também)






Matisse, H.
la coiffure
(1907)








estraguei tudo! tanto cuidado com o frio pela manhã ...


Caetano Veloso, debaixo dos caracóis dos seus cabelos (de Roberto Carlos)
[eu sei que não há tempo para ouvir as músicas todas, até ao fim... eu sei, mas há surpresinhas boas! No caso é coisa simples, levezinha mas aconchegante. Sem preconceitos! Ah! E o vídeo não interessa mesmo... mas o som é o que me pareceu melhor]

6 comentários:

Justine disse...

Eu que bem queria saber qual é a surpresinha ( que nesta tarde gelada e sonolenta bem preciso de uma surpresa boa) - mas - hélas! - não consigo ouvir uma única nota da voz do Caetano. Maldição!
Tento amanhã...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Olá! Hoje ainda não venho comentar, apenas dizer que estou de regresso ao blogobairro e que a aprtir de segunda feira ligo o turbo no Rochedo e no Delito de Opinião.
Beijos

heretico disse...

estragaste nada! caracóis verdadeiros. nada de postiços...

beijos

cristal disse...

Estou no Sal com6 horas de espera por ligação para Lisboa. Isto se a TAP não se atrasar por causa do frio... E, falando em frio... não tenho mesmo pressa da regressar... Balhame deussss!

Carminda Pinho disse...

Olá minha amiga! Já por aqui tinha andado esta tarde,quando visitei as casas dos amigos e vizinhos. Porém não deixei nada escrito porque isto de escrever na cama, não dá muito jeito.:)))

Adoro a música e a voz do Caetano, e esta canção, é uma das minhas preferidas. Talvez por eu ter sido apelidada de menina dos caracóis, quando era pequena. Vê lá! Agora existe uma técnica que se chama brushing a que recorro frequentemente, senão...eheheh

Lendo o teu post pensei: Pronto lá foi esta "doida" para o cabeleireiro, apanhou calor e frio, e piorou.:))) Terá sido?
Balha-te Deus melher...

Eu nem sei se estou melhor ou pior, parece que o vírus (supostamente) não é mesmo o da gripe e andam à cata dele, o desgraçado, que não me quer largar. Mas tenho esperança que o descubram rápido e depois faço uma Festa, Tá?!
Mas estou a ser bem acompanhada.

Beijos, e se for caso disso, as melhoras.

Duarte disse...

Aqui também chegou... faz muito frio.

A preparação para o fim de semana bem merece o sacrifício.

Tanto Henry Matisse como Caetano Veloso são dos que aprecio. Não conhecia nenhuma das duas obras e gostei muito.

:)))

Abraços