19 janeiro, 2009

joão


Sitiados, a formiga no carreiro

morreu João Aguardela

1 comentário:

Arabica disse...

Também me emocionei com a sua partida e também lá deixei uma música.

Uma vida ceifada demasiado cedo.


Beijo