06 janeiro, 2009

heróis da tempestade ...







Dauge, B.
approaching storm
(2006)







HEROÍSMOS

Eu temo muito o mar, o mar enorme,
Solene, enraivecido, turbulento,
Erguido em vagalhões, rugido ao vento:
O mar sublime, o mar que nunca dorme.

Eu temo o largo mar, rebelde, informe,
De vítimas famélico, sedento,
E creio ouvir em cada seu lamento
Os ruídos dum túmulo disforme.

Contudo, num barquinho transparente,
No seu dorso feroz vou blasonar,
Tufada a vela e nágua quase assente,

E ouvindo muito de perto o seu bramar,
Eu rindo, sem cuidados, simplesmente,
Escarro, com desdém, no grande mar!

Cesário Verde, poesia completa


Amália Rodrigues, canção do mar

....................................
Para saberem as previsões do tempo (atmosférico), ditas de um modo engraçado e sabedor*, é só ir ao meteo

(o blog já está ali na listinha ao lado há uns dias e as previsões são, normalmente, a segunda parte do post)

*sabedor sim, mas tanto quanto as previsões são possíveis... bem entendido! :)))
.....................................

14 comentários:

Juani lopes disse...

me encanta esa cancion y mas aun cantada por amalia
saluditos

Bento disse...

Heróis da tempestade... marinheiros da poesia...

João Videira Santos disse...

A-DO-REI a tela!

Fantástica!

Lindissima!

Quanto a Cesário Verde, que dizer do poeta que contemplou e escreveu sobre os verdes, sobre a natureza?

Parabéns pelo post!

Lindérrimo!

Justine disse...

Tão cristalina, a poesia de Cesário! Que boa ideia tiveste. Para nos limpar um pouco os ambientes cinzentos e pesados...

observatory disse...

vou por lá um sofa para ser mais confortavel :)


beijo

Carla disse...

que bela e melodiosa composição aqui nos deixaste
beijos e um bom ano

Vanessa. disse...

Maravilhoso!

mena m. disse...

Que bela homenagem ao mar!

Para todos so sentidos!

Beijinho

mariab disse...

Deste post vem um cheiro bom a maresia. É tão bem reler Cesário Verde! beijo

cristal disse...

Não pude ouvir, a não ser na minha memória a canção do mar. Mas o poema do cesário e esta maravilha de pintura deixam-me embevecida. Sobretudo porque, olhando em frente tenho um quadro real algo parecido: A baía e uns quantos barcos balouçando no entardecer morno... Ainda vai durar até domingo e depois levo fotografias...

Arabica disse...

O mar sempre presente.


Cantado e inventado...

mariam disse...

Mdsol,

trilogia perfeita! que bom! gostei de TUDO

um abraço e um sorriso :)
mariam

Duarte disse...

Gosto imenso daquilo que fazes, mas quando trazes coisas assim expludo numa satisfação inigualável. Fui feliz ouvindo à Amália, lendo a Cesário Verde e contemplando a beleza que elegeste para decorar...

:))))

Abraços

Véu de Maya disse...

Maria do Sol!

trilogia perfeita...imagem, poema e música...uma composição deliciosa...bem haja.

véu de Maya.