16 janeiro, 2009

inside you






Dauge, B.
inside you XVI
(2007)











Encostas a face à melancolia e nem sequer
ouves o rouxinol. Ou é a cotovia?
Suportas mal o ar, dividido
entre a fidelidade que deves

à terra da tua mãe e ao quase branco
azul onde a ave se perde.
A música, chamemos-lhe assim
foi sempre a tua ferida, mas também

foi sobre as dunas a exaltação
Não ouças o rouxinol. Ou a cotovia.
É dentro de ti
que toda a música é ave.

Eugénio de Andrade, Branco no Branco

14 comentários:

Notas e Notícias disse...

Fiz um tour pelo seu blog e confesso que gostei.

bj

Justine disse...

Já tinha saudades do Eugénio, desde o ano passado que não o lia:))
Obrigada por mo trazeres!

rouxinol de Bernardim disse...

Eugénio de Andrade esse rouxinol sempiterno que nos inebria e faz sonhar!

É bom rever as poesias autênticas, cheias de viço e luminosidade, aves graciosas no firmamento do quotidiano!

Parabéns pelo magnífico blogue!

Blondewithaphd disse...

Acima de tudo... o título...

mariab disse...

sempre vivo e presente, Eugénio de Andrade. obrigada.
beijos

Graça Pimentel disse...

A imagem e as palavras souberam-me mesmo bem. Obrigada.

Beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Foi bom recordar Eugénio de Andrade...

Juani lopes disse...

si quieres leer a eugenio de andrade solo visita el blog de branco no branco, no seria un mal espot publicitario
saluditos

mariam disse...

Mdsol,

por aqui tenho andado, tanto e tão bom o que ainda não tinha visto e ouvido_______ verdadeiro prazer aqui regressar, começando p'lo título do blog, passando por «Gedeão» e acabando em «E.Andrade», das imagens e música já nem "falo", adorei!

bom fim-de-semana
um grande abraço e o meu sorriso :)
(engripado, ainda!)
mariam

poeta do penedo disse...

um belo poema. O que a vida tem de belo reside no simples. Tempos sãos aqueles, em que os poetas tinham um mundo puro que lhes alimentava os sentidos. Os de hoje já não sabem a que sabe o canto de uma cotovia.

Duarte disse...

Concordo plenamente com o Eugenio de Andrade.
Este poema prece que foi feito para ti. Coincidências...
Bom gosto o teu, no sincronismo que aplicas a estas artes: na boa eleição dos temas, na harmonia das formas.
Parabéns.
Abraços meus

Véu de Maya disse...

Que dizer! o lirismo da poesia do Eugénio...brilhante...e a imagem refexo disso tudo...

abraço

véu de maya

carmezim disse...

...este quadro é mais uns dos que aqui colocas, que me apetece ficar, na chaise longue do teu sábado, meia sonolenta , a olhar...

É um Prazer vir por aqui, pelas pinturas (onde vais tu desencantar isto?) , pelas poesias, pelas esculturas,(...) pelas músicas, e pelas tuas escritas, quase sempre bem humoradas :-).
Obrigada por este teu, "jardim de delícias".

Um óptimo Fim-de-semana!!!! bem espreguiçado se for o caso :)
Um Abraço

adriana

Donnola disse...

belo tudo!