19 março, 2008

...generosidade operária?...

no tempo de eu ser filha pequena, o dia 19 de Março, além de ser dia do pai, era, sobretudo, o dia de S. José Operário (nesse meu tempo, a sério a sério, comemorava-se o dia da Mãe no dia 8 de Dezembro, ...dia da Imaculada Conceição... as comemorações do dia do pai eram uma espécie de 2ª liga)...
sempre tive uma empatia natural com o S. José... e não creio que esta simpatia inicial acontecesse porque o seu dia se relacionava com o dia do (meu) pai... (que saudades!...)
acentuei a ternura pelo S. José quando, no início da adolescência (eu era tão crente!), pensei no dilema que ele teria vivido ao olhar para a sua Maria! a sua Maria Imaculada estava grávida?... a sua Maria IMACULADA (sem pecado) com a barriga a crescer a olhos vistos? ... sem que? ...
e ele...em vez de ...
nas palavras que eu, na altura , usava para pensar no assunto, ele foi generoso, doce e mostrou um coração que compreendia além da razoabilidade humana... cheguei a "condoer-me" com a situação em que o via como companheiro da Maria... (é que... mesmo com o anjo a prestar-lhe informações sobre o caso)...não devia ser fácil lidar com a situação: a Maria era Imaculada por parte do S. José... mas ia ter um filho...

não durou muito este enlevo... os desafios da minha cabecita conduziram-me para zonas onde não existem os S. Josés literais ... mas, ficou-me este rasto de simpatia com o dia 19 de Março...e que, ser pai é, também, este amor sem condições "compreensíveis"...




(esta imagem que "saquei" do Google foi escolhida... por ser a mais parecida com a do tempo em que eu era filha pequena...)


1 comentário:

Marta disse...

Hoje pouco se liga ao S.José Operário não '?

Gostei das memórias
Bjinho