28 março, 2008

... xadrez desfocado & cor redentora ...

há dias em que nos sentimos

assim

mas a experiência também nos recorda que vai passar...

daí que, em jogada de antecipação...






H. Matisse
Le bonheur de vivre
(1905-1906)






(para fazer algum sentido têm de clicar no assim lá de cima...)

6 comentários:

GP disse...

Precisamos de muito cor já que o tempo só nos tem dado cinzentos...

Bom fim de semana

Tinta Azul disse...

Vamos às cores as três. :)
Bem tentei trazê-las, mas receio que estejam um nadinha baças...
Bjs

herético disse...

ao xadrez (cinzento) prefiro a o "jogo" da "liberdade livre" da poesia...

mariadosol disse...

gp
nem tu imaginas quanto
:)

Tinta
bem sabes que se fosse possível não te tinha roubado a tranquilidade para trazeres as cores todas da tua primavera planeada... mas não pôde ser de outra forma...o raio da casa...

herético
também eu. Mas como qualquer mortal não fujo às minhas circunstâncias...e há tempos que...

:)

um Ar de disse...

Afastei-me um dia e encontro-te, circunstancialmente, tão sombria...

Apetecia-me ajudar a resover, não sei o quê... mas também sei que estarás a tratar do assunto, certamente e da melhor maneira possível.

E é isso! Mesmo para a Maria do Sol, "há tempos que..." E então? Às vezes é mesmo assim! Que coisa!...

Claro que a experiência diz que passa... Mas, enquanto não passa, um pequeno mimo noctívago pode dar um ar de solidariedade.

[BEIJO]

mariadosol disse...

um ar de
Talvez eu devesse ter traduzido "Die Wiege" (O Berço) do post de anteontem. E os tempos de vice-versa, com o coração nas mãos por causa do coração e a calma aparente... tudo fará mais sentido..ontem só foi um pouco a ressaca...quando a situação está (mais) controlada e temos com quem a partilhar como que nos damos o direito de "ressacar"...
De qq modo bem hajas como se diz lá no meu berço fundador.
:))