18 abril, 2008

relativo a de missões

O PAÍS RELATIVO (excertos)
...
País engravatado todo o ano
e a assoar-se na gravata por engano.
...
País do cibinho mastigado
devagarinho.

País amador do rapapé,
do meter butes e do parlapié,
que se espaneja, cobertas as miúdas,
e as desleixa quando já ventrudas.

O incrível país da minha tia,
trémulo de bondade e de aletria.
...
País do eufemismo, à morte dia a dia
pergunta mesureiro: - Como vai a vida?

País dos gigantones que passeiam
a importância e o papelão,
inaugurando esguichos no engonço
do gesto e do chavão.
E ainda há quem os ouça, quem os leia,
lhes agradeça a fontanária ideia!
...
Nhurro país que nunca se desdiz.
...
País pobrete e nada alegrete,
baú fechado com um aloquete,
que entre dois sudários não contém senão
a triste maçã do coração.
...
País das troncas e delongas ao telefone
com mil cavilhas para cada nome.
...
No sumapau seboso da terceira,
contigo viajei, ó país por lavar,
aturei-te o arroto, o pivete, a coceira,
a conversa pancrácia e o jeito alvar.
Senhor do meu nariz, franzi-te a sobrancelha;
entornado de sono, resvalaste para mim.
Mas também me ofereceste a cordial botelha,
empinada que foi, tal e qual clarim!

ALEXANDRE O’NEILL
Feira Cabisbaixa, 1965
imagem: Jan Roy, hot day Portugal

7 comentários:

O Profeta disse...

FAntástico texto poético de um mestre...


Total é a loucura do querer
Breve é chama da doce paixão
Total e insubmissa é a verdade
Que emana do teu terno coração

Sigo os passos da tua procura
Queda-se teu corpo nu em melodia incompleta
És instante da bondade dos Deuses
O canto de uma ribeira que o sol desperta

Um majestoso fim de semana



Mágico beijo

Rui Caetano disse...

Um poema muito bonito e profundo, boa escolha.
Um bom fim de semana.

Justine disse...

Retrato devastador, este do O?Neill, e tão a-propósito...

Duarte disse...

Belos extractos de Alexandre O´Neill, que desconhecia: obrigado por trazê-los aqui.

um Ar de disse...

Que mal que o país fica nestes retratos, afinal, tão século XXI [ainda!}.

Mas é a "cara" que tem...
E parece que não há chuva que a consiga lavar. Apenas se enchem as barragens...

[BEIJO]

um Ar de disse...

Não é que me fez falta uma imagem de mulher que dorme?

Pois fez!

[BEIJO]

herético disse...

ah, pois!...mas quem enjeita a botelha?

faz muita falta o O´Neill