15 abril, 2008

... bicos de leite....

Tenho algumas "dislexias" inventadas por mim! Porque sim! Assim, sem saber ler nem escrever. Durante anos fazia um esforço tremendo para distinguir rissóis de croquetes. Eu bem "decorava", mas... Não fora o meu dedo indicador a apontar o mais discretamente que podia para o balcão e tinha de fazer figura ainda mais "esquisita" quando precisava de os nomear!
Ultimamente o "fenómeno" aparece-me na pastelaria onde compro o pão que acrescento ao que me entregam em casa. "Pão de Leite" e "Bicos de Pato" trazem-me nas mãos de quem me atende, em particular do jovem senhor que me atira um sorriso tolerante! Além de parecer uma polícia sinaleira envergonhada, a ajudar com a mão: daqueles ali, sim, dos da esquerda. não, desculpe, dos de cima... Refugio-me ainda nos "amarelinhos" ou nos "branquinhos"...Enfim...
Hoje acordei com a consciência de que estava particularmente cansada. Avisada e decidida, cheguei ao balcão:
_ Por favor, hoje quero blá blá blá... e seis bicos de leite!


Aditamento: ainda me fica a possibilidade de dizer pães de pato, ora bem...

imagem: garrafas térmicas com formato garrafas de leite antigas,
http://designforu.blogspot.com/2007/10/fridge-carafe-bebidas-com-estilo.html


5 comentários:

Cândida disse...

bico de pato geralmente é mais pequeno do que um pão de leite.
não sei se ajuda, :)

um Ar de disse...

Como te compreendo!...
Eu já nem tento.
Aqui em casa, os electrodomésticos, há muito passaram a chamar-se todos "exaustor, ou lá o que é...".
A rapaziada que me entenda!...
Não posso dar-me ao luxo de confundir nomes e conceitos no trabalho. [Havia de ser bonito!...]
Então, é uma questão de simplificação por cansaço.
Não decoro um número de telefone ou telemóvel.
Não decoro um número de porta ou o nome de uma rua.
Se quiserem dar-me "bicos de leite"... é-me indiferente...
- Quero oito pães normais brancos.
Cheguei a isto.


[BEIJO]

mariadosol disse...

cândida
Obg... mas a minha limitação possivelmente nem essa informação aguenta rsrsrs Estou mesmo a ver-me: Afinal qual é o mais pequeno?
Mas valeu...:))

um ar de
Exactamente. Guardo o que me "resta" para o que é mesmo fundamental...
Mas um dia quase desesperei... o tal jovem senhor estava na dita cuja pastelaria há pouco tempo. Ainda não sabia do que a casa gastava... E eu quis dizer "PADAS" (não sei se conheces, é um tipo de pão), não me consegui lembrar do nome (e não estavam à vista) e só dizia quero... pão daquele... ai desculpe que não me lembro do nome... olhe tem muitas vogais... ehehehehehehehe
Vim embora sem as vogais eheheheh (estou a rir-me a sério eheheheh)
beijos

GP disse...

Já me ri um bocado. Estas trocas, esquecimentos deliciam-me. Acho piada à minha filha mais nova que diz "é parecido com..." e lança uma palavra que se lhe assemelha. Às vez são de chorar a rir as associações que ela consegue fazer. Mas entendêmo-la.

Beijinho

mariadosol disse...

linda GP
a ideia é essa...brincar com estas coisas. Mas, em boa verdade não tem só a ver com esquecimentos "fruto da idade" (como eu gosto desta expressão...fruto de...adiante).
A cena dos rissóis e dos croquetes acontecia-me quando eu era ainda muito nova. Vem na linha do deixar de usar guarda-chuva porque os pedia todos... exasperei-me comigo quando, numa semana, perdi os meus e os das minhas amigas ehehehe
No ano passado comprei um por causa de terceiros e perdi-o no mesmo dia... não cheguei com ele a casa... Agora só uso peças impermeáveis com carapuço eheheh (a sério). Vem ainda na linha de usar um molho de chaves de tal maneira volumoso e pesado que... dá nas vistas onde quer que o deixe... e eu deixo-o mesmo onde quer que seja... enfim...

beijinhos