27 abril, 2008

... minudências ...




Van Gogh,
Two rats
(1884)




Há dias e "coisas" em que nem a nossa Srª Auxiliadora (de tudo, I hope) me vale. Ultimamente deixo cair o rato do "portátel"* a torto e a direito. [E os meus níveis de coordenação motora supostamente não são maus. Nomeadamente os da motricidade fina.] Como será bom de ver, o ratito, catita e moderno, tanto tombo deu que se estragou. Como não gosto de usar o pc sem a ajuda do rato, anteontem, à socapa, fui buscar o do pc do menino mais velho. Acabei por lhe dizer. Conhecendo o que a casa gasta, foi certo e sabido que ouvi:
_ E agora vais partir esse e não tarda muito partes o computador! [A voz da razão às vezes é tão chata!]
Juro e jurarei que tive todo o cuidado. Juro e volto a jurar que antes de me levantar coloquei tudo direitinho... Controlei a "coisa" de forma consciente, nada de automatismos [e se isso cansa!].
Mas, é superior a mim... E não me perguntem como foi, porquê, o que é que fiz ou o que é que não fiz e deveria ter feito... Apesar de ter inventado, in extremis, um salto espantoso que impediu que arrastasse tudo mesa fora, não evitei que o raio do rato se esborrachasse literalmente no soalho.
Valeu-me o torneio de hoje que obriga a descansos temporãos ao Sábado à noite e a saídas de casa precoces ao Domingo de manhã, para evitar este meu embaraço quase infantil por ter cumprido a profecia.
Corri à FNAC, ainda antes de almoço, e comprei dois ratos.

[* portátel é o nick name do meu portátil...]

7 comentários:

Duarte disse...

Fantástico!!!
Não podes imaginar o muito que me ri, não de ti, nem pensar nisso, mas da situação.
Desfrutei com a tua narração.
Que tenhas um bom dia.

Anónimo disse...

Bem, também me deliciei a rir. Mas de quem? Do rato, do portatel? Não, mesmo, mesmo de ti. Bem aquela de que a "minha motricidade até é muito razoável" foi de cair para o chão ...
Continua a treinar. A Fnac agradece

herético disse...

possivelmente usas "ratos rebeldes". que gostam de saltar de mão em mão.

digo eu, sei lá... rss

Tinta Azul disse...

Agora cuidadinho, não vá vir um gato e comê-los!
:)

um Ar de disse...

Ele há coincidências!...

Não queres tu saber que o meu [rato], não tendo caído ao chão, gastou-se?
Literalmente. Até foi perdendo o cromado... e, de repente, foi-se... extinguiu-se.

Por via das dúvidas, também comprei dois!
Sabe-se lá, com tanto uso!...

[BEIJO]

mariadosol disse...

Duarte:
Fazes bem rir. Eu também rio bastante de mim mesma rsrs

anónimo não escrevi o que me atribuis. Só escrevi que "supostamente...." Agora imagina que eu era mesmo disléxica rsrsrs

herético
pois... ratos que em vez de roerem saltam! rsrsr [tenho uma resposta atrasada para ti herético: se és completamente sinistrómano quer dizer que és "comandado" pela parte direita do cérebro.... rsrsrs]

tinta azul:
e gatos é coisa que por aqui abunda, os meus os da M. enfim... uma autêntica comunidade felina de trazer por casa....

um ar de
Já nem sei que dizer. Até nestas "minudências"... O teu rato apagou-se, eu (oh metáfora da minha vida!!!) encarrego-me de os ir deixando cair... Falta de jeito da minha parte é o que é...
[já reparaste como tento apropriar os teus parêntesis rectos? Sempre que abro um, me lembro de ti.]
beijo

GP disse...

Adorei este conto de ratos. Engraçado... nunca me caiu um rato nem nunca me morreu nenhum de velho... Troquei de rato para comprar um microscópico mas como é de cabo USB enrolável, não pode cair a não ser que o computador caia também. Mas já têm as duas ratos novos aos quais desejo longa e saudável vida...