16 setembro, 2010

nasceu a Esperança





Ghost of a Dream
hope
(2010)






Já muitas vezes quis testemunhar o que sinto perante o drama dos mineiros chilenos. O adiamento tem a ver com a sensação de que não serei capaz de palavras à altura do que lhes está a acontecer. Penso neles e sinto-me inspirada. Envolta nos rodriguinhos dos dias que se sucedem, também eu muitas vezes hipervalorizo minudências, esqueço coisas importantes e me alieno do essencial. Penso neles e desejo  muito que a história acabe bem. Por eles, pelas famílias e por nós todos. Que o nascimento da Esperança seja o pronúncio de um final feliz! A minha compaixão é plena e a minha solidariedade total.

Vicor Jara, el cigarrito

7 comentários:

Rogério Pereira disse...

"Foi emocionante", disse Iturra ao ver Esperanza conhecer a luz da vida!
Será 33 vezes emocionante ver todos esses mineiros renascerem, retirados do ventre profundo da terra...

monica disse...

fiquei a pensar mas n sei o q dizer

Kássia Kiss disse...

Indescritível!

Espero que consigam arrancá-los de lá. E que eles venham em condições de, depois de um inevitável período de adaptação, sejam capazes de encetar a sua vida normal.

Meg disse...

Minudências, disseste tu e bem.
Porque muitas vezes precisamos de ser "acordados" para os reais dramas.
Faço minhas muitas das tuas palavras, principalmente essa "esperança" de que tudo acabe bem.

Beijo

lino disse...

Passam hoje 37 anos sobre o assassinato do Victor Jara que escreveu uma canção intitulada "Canción del minero", que os mineiros não poderão ouvir até estarem cá fora.

ariel disse...

Comigo sucede o mesmo, Maria do Sol, tenho imensa dificuldade em abordar o assunto. Sofro de claustrofobia, a situação para mim é absolutamente irreal, nem consigo imaginar como aquelas almas estão a suportar a situação. Esperamos que tudo corra bem, porque senão seria uma tragédia.

jrd disse...

Jara: "El derecho de vivir en paz". Que se cumpra com os mineiros.