11 setembro, 2010

copiar e não esquecer



Fitzgerald, Margaret
echo
(2009)






Ler aqui um poema de Jorge Luís Borges, acompanhado de fotografia e música a preceito.
Ler outro 11 de Setembro, a partir da sempre interessante margem do menos óbvio.

[Sem esquecer o 11 de Setembro de 1973, no Chile]

5 comentários:

Rogério Pereira disse...

Claro que fui lá
Por recomendação sua
e confirmo:
A Lua... flutua

Quanto aos onzes de setembro
também eu os lembro

ariel disse...

Não conhecia a foto, Maria do Sol. Por qualquer razão vem-me à memória o Dejeuner sur l'herbe de Manet,aquela estranheza da mulher nua no meio dos homens vestidos. Depois de toda a emoção a foto também me provoca uma estranheza, um desajuste, é demasiado "cool" para a densidade da tragédia.
Beijinho

intimidades disse...

nunca esquecer.

estou de volta, tive saudades do teu cantinho


Beijos
Paula

jrd disse...

Para que nunca mas...

snagay disse...

Hello,

good to be here, and visit through your good job of your nice site.

by the way, could you exchange my site?

this is my site:
http://www.khmergay.net/

I do hope you would not mind to exchange link with me

best regards,
Khemrgay.net