13 setembro, 2010

manhã de segunda, mas uma boa semana (45)







Ladd, Rosemary
late summer hollyhocks











Carlos do Carmo, um homem na cidade

Agarro a madrugada
como se fosse uma criança,
uma roseira entrelaçada,
uma videira de esperança.
Tal qual o corpo da cidade
que manhã cedo ensaia a dança
de quem, por força da vontade,
de trabalhar nunca se cansa.
Vou pela rua desta lua
que no meu Tejo acendo cedo,
vou por Lisboa, maré nua
que desagua no Rossio.
Eu sou o homem da cidade
que manhã cedo acorda e canta,
e, por amar a liberdade,
com a cidade se levanta.
Vou pela estrada deslumbrada
da lua cheia de Lisboa
até que a lua apaixonada
cresce na vela da canoa.
Sou a gaivota que derrota
tudo o mau tempo no mar alto.
Eu sou o homem que transporta
a maré povo em sobressalto.
E quando agarro a madrugada,
colho a manhã como uma flor
à beira mágoa desfolhada,
um malmequer azul na cor,
o malmequer da liberdade
que bem me quer como ninguém,
o malmequer desta cidade
que me quer bem, que me quer bem.
Nas minhas mãos a madrugada
abriu a flor de Abril também,
a flor sem medo perfumada
com o aroma que o mar tem,
flor de Lisboa bem amada
que mal me quis, que me quer bem.

Palavras - Ary dos Santos
Música - José Luís Tinoco

Neste final de verão quente, tenham uma boa semana: homens e mulheres na cidade, nas vilas, e nas aldeias, no interior e no litoral, na serra e na planície, nos montes, e nos vales, no campo e na praia ... frome de bótame ofe mai arte.  :)))

6 comentários:

João Menéres disse...

Obrigado!
Que se cumpram os teus desejos!

Um beijo.

Maria disse...

Será, com certeza, uma boa semana para mim!!! E para todos...

Ficava aqui a ouvir indefinidamente este cantiga.
Obrigada.

Beijo, mdsol.

jrd disse...

Cá vou eu a caminho de Lisboa, a minha cidade.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

corpo.ri.fica... :)

intimidades disse...

lindissimo

Uma boa semana para ti

Beijos
Paula

Mónica disse...

lá ficou o stevie wonder pelo caminho