18 maio, 2010

doces, verdes e lindos de morrer

.

Carlos Mendes, Amélia dos olhos doces

Amélia dos olhos doces,
Quem é que te trouxe grávida de esperança?
Um gosto de flor na boca,
Na pele e na roupa, perfumes de França.

Cabelos cor-de-viúva,
Cabelos de chuva, sapatos de tiras,
E pois, quantas vezes,
Não queres e não amas
Os homens que dormem,
Os homens que dormem contigo na cama.

Amélia dos olhos doces,
Quem dera que fosses apenas mulher.
Amélia dos olhos doces,
Se ao menos tivesses direito a viver.

Cabelos cor-de-viúva,
Cabelos de chuva, sapatos de tiras,
E pois, quantas vezes,
Não queres e não amas
Os homens que dormem,
Os homens que dormem contigo na cama.

Amélia gaivota, amante, poeta,
Rosa de café.
Amélia gaiata, do bairro da lata,
Do Cais do Sodré.

Tens um nome de navio,
Teu corpo é um rio onde a sede corre.
Olhos doces, quem diria,
Que o amor nascia onde Amélia morre.

Cabelos cor-de-viúva,
Cabelos de chuva, sapatos de tiras,
E pois, quantas vezes,
Não queres e não amas
Os homens que dormem,
Os homens que dormem contigo na cama.

Amélia dos olhos doces...

Em boa verdade nunca gostei particularmente da voz do Carlos Mendes. Mas, uma vez,  numa daquelas circunstâncias importantes, esta música apareceu do nada, no rádio do táxi, colocando a situação a oscilar entre o risível e o circunspecto.  Sempre que a ouço sorrio com doçura e nostalgia de tempos em que crescer também era enfrentar contradições. E não, não é o meu nome.

7 comentários:

António P. disse...

Bom dia mdsol,
Se nunca gostou pode ser sempre :
" cada vez detesto mais este actor político."
Se calhar os Parodiantes , se ainda existissem, seria o que diriam :))
Um boa semana sempre azul

António P. disse...

As minhas desculpas :
1º -Este comentário é do psot posterior sobre o Cavaco.
2º - Deve ler-se :
" Se nunca gostou pode sempre dizer :"

Ainda estava estremunhado de manhã. Era cedo e saí logo a seguir :))

intimidades disse...

Lindo

Beijos
Paula

Mónica disse...

olha, eu gosto desta música pq me faz lembrar alguém q já n vejo há 30 anos e em breve vou rever, apre Mdsol, andas a controlar-me!

jrd disse...

Muito bonita. Uma canção de sempre.

heretico disse...

a música é um tanto "delicodoce"...

excelente o poema.

beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Nunca teve grande voz, é verdade, mas esta Amélia é um clássico! :-)