06 maio, 2010

não sei se havia necessidade (3)

.



Van Gogh, V.
starry night
(1889)




Arman
Van Gogh, starry night 
(1994)







Das homenagens eu gosto. Revelações dos mais elevados sentimentos...Como já tinha dito aqui e aqui.

8 comentários:

ariel disse...

Na minha opinião, definitivamente "não havia necessidade"...
:))

jrd disse...

Bem, nem todas as homenagens são...

Maria disse...

Às vezes as homenagens confundem-se.
Confundem-se?
Necessidade não haveria...

Beijo, Mdsol

Rogério Pereira disse...

O Armani teria mais pudor, né?

Mónica disse...

n sei qual a diferença entre "homenagem" e "não havia necessidade" é a declaração expressa do autor? por mim vale tudo, o autor tem liberdade de fazer o q quer e quem vê tem liberdade de gostar ou não.
há aqui uma fronteira entre liberdade criativa e direitos de autor q como observadora me limito a dizer q gosto ou não gosto.

neste caso também gosto!

na escola aprendi q a diferença entre design e arte é q design é para repetir e a arte é unica (assim dito sem rigor de linguagem..) será q os "comentadores de arte" e os artistas têm medo q a cópia os torne designers??? what's the problem? têm medo do "popular"?

pois, já viste no q deu a copia desenfreada dos malmequeres? e a quantidade de guernicas q são reproduzidas? e as mona lisa? um pau de dois bicos :DDDDDDDD

Moon disse...

Qual homenagem?
Não respondo sem conhecer o homenageado.

mdsol disse...

Oh minha querida Moon. Então o Van Gogh? Num é mestre?

:)))

Blondewithaphd disse...

Bem, eu cá do Van Gogh gosto, ponto! Ah, e chega-me o original, ponto!