15 novembro, 2008

cores do meu outono









simples fotografias, tiradas com o meu telemóvel esta tarde, mesmo em frente a minha casa...

as cores, os contrastes...

também são estas as cores do meu outono!


Yves Montand, les feuilles mortes
(a música copiadinha do Forum Cidadania da Carminda Pinho [vejam lá o vídeo]

16 comentários:

Carminda Pinho disse...

Simples, mas muito bonitas.
As cores de Outono são fabulosas...
A música, é muito bonita, não é? Ainda bem que gostaste e, a trouxeste. O que é bonito deve ser espalhado por aí...:)

Beijinhos

Osvaldo disse...

Olá Mdsol;
Moras no Paraíso?!...
Belas fotos e lindissimas cores outonais.
bjs

António Silva disse...

Mdsol
Cá estou a visitar este teu maravilhoso espaço cheio de cor e de boa música. Bom Domingo. Beijos.

Violeta disse...

Gostei das cores do teu outono.
bom domingo!

Anónimo disse...

Bonitas cores, bela luz. Sempre achei a cidade do Porto aprazível, fosse qual fosse ponta por onde se lhe pegasse. Deve ser bom ter árvores frondosas por companhia.
Boa continuação de domingo.

***

WOLKENGEDANKEN disse...

Tambem sao as cores do meu !! Parece o norte: estos amarelos com um ceu "azul de inverno". muito lindo. Assim aguentam-se os domingos, nao :)))

Fernando Vasconcelos disse...

Ah, Les Feuilles Mortes e Yves Montand ... Il pleuvait sur Brest ce jour lá, Barbara ... Uma sugestão para o Inverno :-)

Anónimo disse...

Que nostalgia ... (Estou velho... e anteontem morreu um dos meus amigos do peito, o João Martins Pereira...Que tristeza ! Estou velho...).
;))) José-Carlos

Duarte disse...

Um outono na Maia, é sempre um outono singular, são cores outonais, que o sol deixa ver a contraluz.
Música adequada ao momento...
Gosto muito.

:)))

Besos

Anónimo disse...

Caro José Carlos , lamento a perda do seu amigo. Ainda mais, tratando-se de quem era (só o sei pelo que leio). Mesmo sabendo que a morte de quem nos é próximo pode ter esse efeito, não sinta-se velho.
'Por aqui' (refiro -me à Vida) precisamos muito de gente culta, com sentido de responsabilidade ou mesmo missão, capaz de partilhar o que sabe e gosta (engraçado usar este verbo, gostar, mas é mesmo isso).
Nisso a geração mais nova não pode, antes, precisam dessa experiência partilhada.
Veja bem como os símbolos se renovam dentro de si, à medida em que amadurece...
Um abraço de amizade,

***

mariam disse...

e... as cores do meu também ! é um previlégio o que a natureza nos dá!!!

bj

observatory disse...

lindissimo este outono

so nao percebi onde fica a tua casa

Justine disse...

Que boa vizinhança tu tens:))

Tinta Azul disse...

E estão bem lindas as fotografias!
:)

poetaeusou . . . disse...

*
outono,
da minha meditação . . .
,
maresias, dou-te,
,
*

Véu de Maya disse...

Maria do Sol!

As cores de Outono trazem nostalgia...e são uma bela inspiração para a poesia...

sem cores e luz e Sol e luar...a vida fica chata...Yves Montand...tb é isso...

abraço