14 julho, 2008

branco retorno, de peito lavado e coração redondo








Frankenthaler, Helen
living edge
1963










LAVAR A LOUÇA

E destruir todas as provas de uma noite:
dois copos, dois corpos, garfos espetados

nas costas, facas como palavras repetidas.
E acreditar que o mundo recomeça na água.

A circunferência certa dos pratos, a cor
absoluta do branco. E esquecer outra vez.

José Luís Peixoto,
gaveta de papéis, 74


Enigma, return to innocence

14 comentários:

~pi disse...

ámen




~

mundo azul disse...

...que bom se ao usarmos a água, pudéssemos lavar tudo que nos incomoda...

Versos reflexivos...


Beijos de luz!!!

Anónimo disse...

Sempre a insuperável receita, desta vez com um insólito vídeo...
:))
José-Carlos

Juani lopes disse...

animo, para el comienzo de la semana
saluditos

Duarte disse...

Do branco ao preto, do claro ao escuro, corta e voa; se fosse tão fácil: lavar as mãos e adeus, se ti vi já nem me lembro.
Dois a dois o versos vão caindo com uma grande carga de metáforas que deixam o assunto nas asas do tudo é possível.
Paro, parece que começo a filosofar e, sinceramente, não é o meu terreno adequado.

Bom trabalho, o teu

Osvaldo disse...

Cara Mdsol;
Se tudo se lavasse numa simples máquina de lavar a louça !!!!
Mas de certeza que o "branco" fica sempre mais branco... mesmo se nem sempre se destroem as provas de uma noite.
bjs.

Carla disse...

gostei das palavras mas encantei-me com os contornos do branco...um trabalho perfeito
beijos e boa semana

O Profeta disse...

Sensualmente feito de cores...

Doce beijo

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
porque não,
se a agua é vida ...
,
conchinhas amigas,
,
*

jasmimdomeuquintal disse...

uiii! se a água lavasse a alma...

Justine disse...

Um branco em que sobressaem as cores, como as evidências que é preciso esquecer, mesmo lavadas...
Muito interessante

um Ar de disse...

Qual máquina da louça?
.
Esta louça é para lavar à mão!
Dois garfos
Dois pratos
Duas facas
Dois co(r)pos...
.
E muita água fria!...
.
[Beijo...]

mena m. disse...

eu preferia no fim ,acreditar outra vez...

WOLKENGEDANKEN disse...

Eu nao quero ficar "branca" com o trabalho, a alegria, o sofrimento, a tristeza e a felicidade que costou acumular todas essas cores .... lavar tudo ??? NUNCA !