23 julho, 2009

colagem coragem






Staël, N. de
composition
(1950)








Sou um eterno puzzle que a custo resiste à escuridão que me rasga a claridade.


Beethoven, sonata ao luar, 1º andamento
piano Daniel Baremboim

8 comentários:

Francisco Clamote disse...

Comentário bem apropriado, sim senhora. Como da escuridão se fez luz !

Carminda Pinho disse...

Hummm...não sei se estou a perceber, mas que a tua citação é adequadíssima à imagem, lá isso é.
:)
Beijos e um dia cheio de claridade.

jrd disse...

Porque é do(a) Sol resistir à sombra.

vbm disse...

.

Realmente...

Se um puzzle falasse
não seria isso o que diria?

E não seremos nós viventes,
um tal puzzle!?

Belíssima, a sonata ao luar de Beethoven.
Mais bela que o universo inteiro!

beijos

Ana Paula disse...

Tudo belíssimo, como sempre!

É preciso lutar pela claridade. Mesmo com a nossa identidade fragmentada!


Um beijinho, md(Sol) :))

Duarte disse...

Passei meia vida a ler planos.. eis-me ante um!

Que sejas muito feliz.

Abraços

tinta permanente disse...

Belo! Tudo...


abraços!
www.tintapermanente.com

intimidades disse...

talvez um dia consiga montar o puzzle que e a minha vida... faltam-me pecas



Lindissimo post

Jokas

Paula