19 julho, 2009

desafinanças imprevistas

.
Mais um para a orquestra dos arguidos do BPN


Ernesto Nazareth, apanhei-te cavaquinho

10 comentários:

Mr. Lynch disse...

Mdsol;
Uma orquestra que não pára de crescer. E penso que não fica por aqui... Aguardam-se os próximos «artistas».

jose albergaria disse...

E sempre alaranjado.
Daqui a nada temos um LARANJAL no processo BPN"
:)))

intimidades disse...

hm seara que no fim alguem ira ser responsabilizado??


Jokas
Paula

Maria disse...

Gosto deste cavaquinho. Já o coloquei lá, há um tempo.
Mas... ainda a procissão NEM vai no adro...
:)))

Luís Fonseca disse...

As estórias do BPN já são conhecidas desde 2001, nomeadamente no meio bancário.Raramente existem denúncias, porque todos têm telhados de vidro.
Independentemente do laranja, do rosa ou de outra qualquer cor.

jrd disse...

Uma maravilha. Um poste lindo do Arlindo.
Venham mais, postes e... cavaquinhos

Duarte disse...

Não conheci e gostei muito...

Abraços

Carminda Pinho disse...

Mdsol,
presumo que por este andar, o cavaquinho não pare de tocar por aí.
Pena que o Cavaco, só tenha ficado "chocado" com os cornichos do Manuel Pinho.

Francisco Clamote disse...

Com música e tudo !

Graça Pimentel disse...

O caso BPN não para e o do Freeport está em banho maria. Por que será?

beijinho