25 maio, 2009

prefiro o rústico ao "plástico"






lenço sem nome
(lenços dos namorados)









"O rural é bom não por ser tosco. É bom por ser autêntico e nunca perder a significação."
M. Torga (não consigo identificar qual o "diário" , sorry)


grupo etnográfico do alto minho

[Depois de aturarem este meu desabafo, espero que tenham, pelo menos, uma boa última semana de Maio]

16 comentários:

João Menéres disse...

Essa afirmação do Torga bem se pode aplicar aos galos de Barcelos...

Um beijo.

mdsol disse...

Sabe que me lembrei da sua fotografia? Mas não quis "abusar" e ir lá pedir-lha!

:))

Carminda Pinho disse...

Não conhecia essa citação de Torga, mas estou completamente de acordo. E o lenço é tão bonito...
:)
Boa semaninha

Justine disse...

Concordo completamente com o MT e contigo. E que tenhas uma boa semana:))

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Muito a propósito esta citação do Torga...Devia ser de leitura obrigatória para algumas pessoas que conheço.
Boa semana para si também.

Ana disse...

Mdsol, já é a última semana de Maio mesmo???

Maria disse...

É bom porque é genuíno...
As próximas duas semanas vão ser boas, mas com muito trabalho...

:))

hipericão disse...

Essa do "autêntico" é um lugar-comum piroso, que se vulgarizou.
Quem ainda cita esses "axiomas" do Torga, com tanta beatitude, precisa de reciclagem cultural.
"Autênticos" seríamos se ainda andássemos nus, não se cortassem cabeloa, pêlos e barbas e outras "autenticidades".

mdsol disse...

hipericão:
Quem fez equivaler autêntico a natural não fui eu. Depois, a beatitude pode até estar nos seus olhos. Deve saber, que nós somos do tamanho do que vemos!

Para primeira visita não está nada mal. Mas fica a saber que não ando aqui para me aborrecer. Por isso, da próxima vez, se voltar, não seja rude sim? Caso contrário o comentário nãp só fica sem resposta como vai imediatamente para o lixo. Entendida?

heretico disse...

"povo que lavas no rio..."

(ao que parece há quem precise de um bom banho de "autenticidade". em rio gelado de preferência... rss")

beijo

mfc disse...

A genuinidade é sempre surpreendente.

Duarte disse...

Neste aspecto, sempre de acordo contigo.
Até me apetece dançar o Malhão!!!
Essas cores do Minho!

Um grande abraço

susana disse...

A minha vai ser terrível. Nada que eu não curase com um bom rústico. Não há-de ser nada. Prepara-se outro teatrinho para 6ª feira...

lino disse...

Esta é música da minha terra, carago!

Véu de Maya disse...

Não poderia estar mais de acordo...
também prefiro o genuíno-rústico ou urbano...plástico é que não-fora com ele...
beijinho,
Véu de Maya

Chá de barbas de Milho disse...

Leis de Murphy adaptadas:

Eu visto-me logo não sou autêntico

Quem, ainda, não cita Torga é porque nunca o leu.

Se a cultura se recicla é porque é de plástico.

O chá quando nasce não é para todos.

Se és beato nunca digas hipericão no feminino.