07 maio, 2009

centrão, ão ão





Dzubas, F.
centre
(1983)






Arte poética

A dicção não implica estar alegre ou triste
Mas dar minha voz à veemência das coisas
E fazer do mundo exterior substância da minha mente
Como quem devora o coração do leão

Olha fita escuta
Atenta para a caçada no quarto penumbroso

Sophia de Mello Breyner Andresen, o búzio de cós


Ute Lemper, Die Moritat von Mackie Messer (Bertolt Brecht & Kurt Weill)


Ute Lemper, Die Moritat von Mackie Messer (Bertolt Brecht & Kurt Weill)

7 comentários:

anamar disse...

Mdsol... mas que poema tão bom...
andava a precisar dele para partilhar "as questões de voz"...
Lemper, gosto muito e andava com saudades...
abracinho!
:.)))

susana disse...

Sophia, sempre Sophia...
:)

jrd disse...

Ute Lemper. Fantástica! O outro lado da música...

Arabica disse...

Sophia e Ute, uma parceria incomum;
uma tão liquida, outra tão terrena.
Completam-se no duo.

Beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

"Descobri-a" não faz muito tempo e fiquei fascinado

Mr. Lynch disse...

Mdsol;
Adoro a Ute Lemper. Foi com pesar que faltei ao seu concerto (há quase 2 anos, se não me falha a memória) no Auditório dos Oceanos... Enfim, existirão outras oportunidades.
Sophia de Mello Breyner... sempre uma referência!
:)

heretico disse...

"quarto penumbroso..." repleto de esqueletos. nos armários...

ão.. ão...

excelente. a música.

(havia tempos que não ouvia)