03 dezembro, 2008

com vivências... com nivências ... com cedências ... in com gruências ... com dolências?







Baldessari, J.
money with space between
(1994)








espaço entre o estado e o BPP (1)
estado garante 450 milhões de fundos de seis bancos ao BPP (2)



(Everything I Do)I Do It For You -- Titanic - Watch the top videos of the week here
Brian Adams, (everything I do), I do it for you (rsrsrsr)

27 comentários:

mariam disse...

Mdsol,
Olha, não consigo ver imagem nenhuma! resta-me a música, primorosamente escolhida e a acutilância das acertadas palavras,

neste caso, BCP "titanic" ainda que na voz doce do Bian Adams rsrs

boa semana
um abraço e um largo sorriso :)

mariam

Carminda Pinho disse...

Minha querida Mdsol, quem arranja uma úlcera acho que sou eu. É que ando tão revoltada, que até tenho estado tolhidinha das ideias. Acho mesmo, que nunca houve tanta pouca vergonha num governo deste país.
PQP.

Pois, a música é mesmo adequada...lol

Beijinhos

Anónimo disse...

é bom sabermos em quem confiamos,
mesmo em meio as crises,
Permanecemos.

(os tempos estão difíceis para tanta utopia...ou é mesmo quando a utopia faz sentido? ))

eu já tinha decidido confiar; (à quem...ele sabe) mesmo sem perceber, mesmo de olhos fechados, confiar apenas. Eu Sei.

mas a confirmação foi ouro sobre azul...muito obrigada. linda confirmação! tanta coisa linda (e que faz sentido) passa por aqui, mesmo quando chove!

olhei, olhei mesmo para o meu e o teu coração, para a minha alma, para os teus olhos sim, como diz a canção...é daí que vem a força..aceita-me com eu à ti...


um filme por outro, um Briam Adams pelo mesmo mais Barbra Streisand...para dizer do que sinto, (não começou com um café, mas o essencial está lá, nas palavras.. beijo e abraço, aguardados). De mim para ti, para te aquecer um pouco, aí onde estás.
Saudade sem fim!

http://www.youtube.com/watch?v=tK4peuAODtc

.....

Cada um te agradece pelos seus diferentes motivos. Da minha parte, muito,
muito obrigada Mdsol. Belo e preciso, como sempre. Precioso!

***

Anónimo disse...

Comfa...
lências.
Ky

Anónimo disse...

Pois, pois... já cá faltava o BPP !
Everything they do, they do it for themelves...

:))))
José-Carlos

João Videira Santos disse...

este, é um blog diferente, onde a sensibilidade tem voz em cada "post".

Anónimo disse...

isso está cada vez melhor...

como eu disse acima, parece ser quando tudo tudo desmorona, quando a crise se afunila e as soluções não ajudam (quem precisa), que a utopia (não-lugar, lugar que (ainda?) não existe) faz mesmo sentido.

criamos novo mundo, aquele-que-ainda-não-é, com ousadia e esperança (sem pretender criar slogans. são só palavras, palavras difíceis de substituir)

precisamos de visões utópicas! "caminhando e cantando e seguindo a canção!"... boa continuação de semana à todo@s.

***

poetaeusou . . . disse...

*
dentro de uns tempinhos,
até os motoristas dos ministros,
têm assento nos conselhos de
administração do bancos . . .
,
olha conchinhas, deixo,
,
*

~pi disse...

porque tanto falamos e justificamos - camadas imensas que ensurdecem e assignificam de tão repetidas:

so-bre-po-mos palavras, en-feit-amos blogues, en-feitiçamo-nos contentes de nós,

pre s supomos verdades nossas ((que afinal são tão relativas! ) de palavras viciantes que precisam de ser com provadas com sacrifícios, porque a alegria se foi desusando sem darmos conta,

porque dizer do que se ama não bastou, dar a cara é pouco, provar não chegou, então se dizer não basta, porquê crer no que fazemos aqui!?

que aqui diz-se não é!? compartilham-se palavras apenas.

será por isso que tudo falha tanto e ficamos todos ulcerados, feridos de impotências de várias naturezas?

onde se dança a ouvir por dentro a beleza da música que até fala de encontro?

porque tão pouco fazemos para ser, para procurar mudamente sentidos fora deste mundo virtual,,, ir ao encontro, eu fui, eu fui sozinha, mas isto basta ir uma,,, então?
e isto basta, a confortável protegida e quentinha da uto~pia?!

onde aguardam os beijos e o frio e o calor e os abraços e a porta da entrada?

( i finally i finally i finally i want to... really


( ~pi, a que cada hora menos tem ~pi o

Marco Rebelo disse...

grande frase de apresentação do seu blog..a do Eugénio de Andrade.
em relação ao bpp..
pros bancos..neste país há sempre dinheiro :)

~pi disse...

desculpa não ter falado sobre bancos~e bancas, maria do sol, mas não sei falar disso e depois, sinto que

tudo na vida anda ligado, acho,

(( embora a relação possa não ser a mais óbvia ou transparente,



~

Marco Rebelo disse...

nem votou na sondagem!! :)

td de bom :)

Anónimo disse...

oh, ~pi, agora baralhaste as cartas todas

falas por um, por dois ou por três
(a incluir a ti, que nada dirias sem assentir?)

então eu sou a confortável, protegida e quentinha? eu que fui, esperei e o retorno arrisquei? (este não é para entender, é coisa minha, em função desse dia)
ainda para mais, nada entendi então...

ok, penso compreender.
mas acrescenta, que assim
me orienta

mas decidi enviar um email; um, depois outro..
(tinha já pensado nisso)
pois preciso 'lhe' falar,
e já não vou arriscar...aqui
que seja acolhido tal email

pois já hesitei, com receio))
...

obrigada ~pi (a que pia)

***

Violeta disse...

acima d etudo, gosto do título. Diz tudo!!!

in_side (ate nu ar disse...

´onde se dança a ouvir por dentro a beleza da música que até fala de encontro?
...

onde aguardam os beijos e o frio e o calor e os abraços e a porta da entrada?
...

( i finally i finally i finally i want to... really ` REALLY, she means.

tradução? :)

( utopia é o conceito, não se refere a pessoa alguma e

para ~pi ( conheço-a bem ), o conceito será sempre insuficiente enquanto se limite ao campo conceptual.

(( e ~pi será então
um-monstrito-que-ama, um bichinho circense, uma invisível e inexplicada ogrita,

( magoada, sem entender senão o que lhe segredou o seu lugar mais profundo, a que foi dizendo sim.

((e estranhamente, neste momento em que está magoada e não percebeu nada de nada (senão que ali estava,
gostaria de não perder por mais que um dia a alegria, o contentamento e a verdade central imanente do seu sentido interior,

Marco Rebelo disse...

obrigado pelo seu comentário e pelo seu voto "razoável" :)
mais uam vez obrigado.
td de bom e até breve!!

jrd disse...

com aparências que já não iludem.

Anónimo disse...

desculpa ~pi esses transtornos. sei que bem podes na tua defesa mas só para dizer,
que quando falei em utopia`(sei que sabes) estava noutro registo. mesmo. falou-se do tempo presente e tal.

que a ~pi brinque com as palavras, já se sabe. até as inventa! bom dos blogs essa invencionice e liberdade.

escrevo o email, não te preocupes mais. obrigada

***

Marco Rebelo disse...

mto obrigado :))

Jardineiro de Plantão disse...

Vou começar a colocar os €s no colchão... Quais €s, não sei!... mas que vão para o meio da palha voltam.

Abraços

Duarte disse...

Estou fora de contexto para emitir um juízo de valor, mas deduzo, pelo que comentas, que as coisas não pintam claras.
A Música um acerto total ante tanta tenção.

:))

Abraços

OnlyMe disse...

Jinhos :)

Vieira Calado disse...

E quem paga, quem paga?

É o zé, tá claro!

E a música a tocar...

Beijoca

Donnola disse...

será o 007?

Carla disse...

com prazer aqui estou
beijos

WOLKENGEDANKEN disse...

E dificil ..... Nao conheco o sz+uficiente a situaco potuguesa para poder comentar alguma coisa, mas imagino que nao sera tao diferente que na Austria.

O Estado garantiza o investimento de poupancas privadas das pessoas ao 100%. Mas isso nao é dinheiro que recebem os bancos é só uma medida para reinstalar a confianca nos bancos. E até os economistas ideologicamente de izquerda aprovam a medida porque sem confianca nos bancos como pode funcionar a economia ?

No mesmo sentido em todos os contratos colectivos aumentam os ordenados para o proximo ano de forma satisfactoria porque a ideia detras é que para enfrentar a crise ha que manter o poder de compra do povo porque senao .... Os funcionarios do Estado por exemplo recebimos um aumento de 3,5%. Ficamos satisfeitos porque houve mais de um ano sem aumentos com o argumento que havia que consolidar o orcamento do Estado e que a UE etc bla, bla

Véu de Maya disse...

incisiva...post completo...

abraços

véu de maya