08 outubro, 2010

o prometido é devido, a todo o gás






Miró, Juan 
s/ título
(1965)












Rui Veloso, o prometido é devido

Estava a ler esta curiosidade e lembrei-me da história que o Rui Veloso contou num concerto no Coliseu do Porto, imediatamente antes de cantar "O prometido é devido". Se bem me lembro, a história era mais ou menos assim:  no final de um espectáculo que ele deu numa localidade algures por aí, uma fã já não muito jovem, que o foi cumprimentar, disse-lhe entre parabéns e afins, que tinha gostado muito mas que estava  muito triste porque ele não tinha cantado a do gás. Como? Terá ele perguntado à fã embevecida e cuja idade o obrigava a alguma deferência. Não cantou a do gás! Não estou a perceber, eu não tenho nenhuma canção que fale de gás. Ai não que não tem, então aquela em que a rapariga diz que se ele for ao gás, ela tira o vestido?

Naquele trilho secreto,
Com palavra santo e senha.
Eu fui língua e tu dialecto.
Eu fui lume, tu foste lenha.
Fomos guerras e alianças,
Tratados de paz e passangas.
Fomos sardas, pele e tranças,
Popeline, seda e ganga.
Recordo aquele acordo
Bem claro e assumido
Eu trepava um eucalipto
E tu tiravas o vestido
Dessa vez tu não cumpriste,
E faltaste ao prometido.
Eu fiquei sentido e triste.
Olha que isso não se faz.
Disseste se eu fosse audaz,
Tu tiravas o vestido,
E o prometido é devido.

Rompi eu as minhas calças.
Esfolei mãos e joelhos.
E tu reduziste o acordo,
A um montão de cacos velhos.
Eu que vinha de tão longe,
Do outro lado da rua.
Fazia o que tu quizesses,
Só para te poder ver nua.
Quero já os almanaques.
Do Fantasma e do Patinhas,
Os Falcões e os Mandrakes.
Tão cedo não terás novas minhas.
Dessa vez tu não cumpriste,
E faltaste ao prometido.
Eu fiquei sentido e triste.
Olha que isso não se faz.
Disseste se eu fosse audaz,
Tu tiravas o vestido,
E o prometido é devido.


Letra Carlos T; Música Rui Veloso

17 comentários:

intimidades disse...

Fez-me sorrir :))

Beijos
Paula

ariel disse...

"esta curiosidade" não era suposto ter um link? Parece-me que falta aí qualquer coisa Maria do Sol

Beijinho

:)))

mdsol disse...

Obrigada, Ariel. Esta minha cabecinha já não dá para tudo.

beijinho

:)))

João Menéres disse...

A do audaz é muito engraçada, sem dúvida!

Um beijo.

António P. disse...

Boa noite mdsol,
este blogue é só serviço público :))
E ó pra mim a ouvir as tais 20 canções em inglês e já são 11 da noite.
E a tal fã do Rui Veloso se calhar lembrava-se de alguma história do seu passado.
Sei lá : quando o homem do gás foi lá casa fazer a leitura e...:))
Bom fim de semana

ariel disse...

Assim sim..:))))

beijinho

:)))

Rogério Pereira disse...

Deixe lá,
a cabecinha ainda dá para postar coisas lindas...

antónio m p disse...

E eu que pensava que a frase era: «o prometido é de vidro»!

R. disse...

Hilariante, mdsol :))) E com o Miró a a companhar, ficou perfeito!

Votos de um excelente e bem humorado fim-de-semana!

Fernando Vasconcelos disse...

hilariante ! Eu que sou grande fã do Rui veloso desde o tempo do seu ar de rock onde tem algumas das mais bonitas canções em língua portuguesa fartei-me de rir com esta história.

jrd disse...

O problema (dizem) é que, com ou sem vestido, a audácia vai escasseando...
:)

Francisco Clamote disse...

Tem graça, sim.

Francisco Clamote disse...

... e o poema é bonito.

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Blog original de cultura. Gostei.

heretico disse...

enfim! audácias gagas!...

beijos

Mónica disse...

:DDDD tá giro

Mónica disse...

:DDDD tá giro

tu q és uma mulher do norte, sabes o q é feito do carlos t??