04 julho, 2010

há domingos assim (9)






Harms, Robert
blued white
(2005)












Charles Lloyd, figure in blue

II

É um lugar ao sul, um lugar onde
a cal
amotinada desafia o olhar.
Onde viveste. Onde às vezes no sono

vives ainda. O nome prenhe de água
escorre-te da boca.
Por caminhos de cabras descias
à praia, o mar batia

naquelas pedras, nestas sílabas.
Os olhos perdiam-se afigados
no clarão
do último ou do primeiro dia.

Era a perfeição.

Eugénio de Andrade, branco no branco, 12

Um dia do senhor perfeito. :)))

6 comentários:

Daniel Santos disse...

e que bom Domingo.

Justine disse...

Um dia perfeito, senhora:))
Que perfeito é tudo o que Eugénio escreveu e que sempre, sempre me emociona.
(gostei muito da música, também)
Beijo

Fernando Vasconcelos disse...

Sem dúvida. Poucas coisas serão melhores do que Eugénio de Andrade para o descreverem.

Zélia Guardiano disse...

mdsol querida
Assim, sim, o domingo fica maravilhoso, a despeito do frio que faz aqui...
Grande abraço, amiga!

lino disse...

Um bom Domingo.
Beijinho

intimidades disse...

lindo

como sempre

Beijos
Paula