20 julho, 2010

porque hoje é terça


Gal Costa, índia

Índia, teus cabelos nos ombros caídos
Negros como as noites que não têm luar
Teus lábios de rosa para mim sorrindo
E a doce meiguice desse teu olhar
Índia da pele morena
Tua boca pequena eu quero beijar
Índia, sangue tupi
Tens o cheiro da flor
Vem que eu quero te dar
Todo meu grande amor
Quando eu for embora para bem distante
E chegar a hora de dizer-te adeus
Fica nos meus braços só mais um instante
Deixa os meus lábios se unirem aos teus
Índia, levarei saudades
Da felicidade que você me deu
Índia, a tua imagem
Sempre comigo vai
Dentro do meu coração
Todo meu Paraguai
Todo meu Paraguai
Todo meu Paraguai

4 comentários:

luisa disse...

Há tanto tempo que eu não ouvia esta música... e o que eu gosto dela! Obrigada.

Rogério Pereira disse...

Se "isto" é para me fazer esquecer, conseguiu.

Já esqueci!

(Já esqueci aquela da "fúria do açúcar)

Maria disse...

xiiiiiiii.....
como eu gosto desta Gal!
passou por lá um dia destes. este mesmo.
recuei vários anos, mdsol :)))))

João Menéres disse...

Como me lembro desta "INDIA" da GAL !