01 julho, 2010

ainda o problema das escutas

 



Hui, Tang
modern teacher

Deduzo que, para o presidente da Fenprof, ouvir não é uma atitude activa. Só falar.  Deduzo, ainda, que, quanto mais alto se fala mais activo se é. Imagino que, para este professor, um aluno activo é o que está sempre a falar. Poizé, o diabo (ou Deus, who knows) está nos detalhes, que nos traem de forma violenta. Eh pah,  também deduzo que as campanhas eleitorais espevitam a activação, não sei bem de quê, (uma ou outra questão) e a tentativa de perceber exactamente o que se passa. Isto de deduzir é mesmo como as cerejas... sem esquecer os caroços, que aqui no branquinho não há patrocínio que suporte a sua extracção prévia.

5 comentários:

R. disse...

Muito bem visto, mdsol. Subscrevo-a palavra por palavra. E é com naturalidade que recebo as declarações do presidente da Fenprof. Qualquer pessoa tem dificuldade em pronunciar-se sobre o que desconhece e para o senhor em causa, o acto de "ouvir" pertence ao plano do "oculto".
Abraço!

António P. disse...

Bom dia mdsol,
Mas o sr. prof. Mário Nogueira modernaço agora usa saias ??
Ou pretende retratar o também prof. Cavaco Silva ?
Entre os dois venha o diabo e escolha.

Mónica disse...

acho q o q ele quis dizer é q a atitude do presidente foi proactiva (esta palavra ta na moda eheheheh), pq isso de "ouvir" só ouvir ou ouvir com ouvidos de ouvir isso já não se usa :P ou n andassemos todos a blogar cada um em seu canto.

a analogia do aluno tá gira e era bom q os professores a lessem com olhos de ler


o presidente n tarda revelará o seu lado cinestésico o ve-lo-emos num palco a gesticular com o corpo todo :DDDD

intimidades disse...

as vezes pergunto-me como chegaram ao sitio onde estao

beijos
Paula

heretico disse...

deixa pra lá...

depois da euforia vem a depressão... lol

beijos