24 março, 2010

rain parta a chuva

.





Steir, P.
spring rain
(2006




Não importa agora as razões, atrasei a consulta do viajante. Por isso hoje tive de estar muito cedo no centro de saúde dos Guindais. Como não uso guarda-chuva - já devo ter confessado que os perco a uma velocidade tal que já há muito desisti de usar -  e fui de táxi porque sim e queria ser a primeira a chegar porque sim também e por isso pedi para me virem buscar cedo e como não havia trânsito porque fui cedo cheguei lá num instante e desatou a chover de uma maneira que não cabe na cabeça de ninguém e lá não há nem uma paragem de autocarro nem nadinha para a gente se abrigar e ou me ia meter numa pastelaria ainda longe e perdia a vez ou não perdia a vez e ficava ali a molhar-me e apesar de o "anorak" ter carapuço e ser comprido, a chuva era tanta que o impermeável começou a dar de si (deve ter sido da última lavagem a seco) e fui realmente a uma pastelaria mas voltei logo porque era uma estupidez ter ido tão cedo e perder a vez e depois descobri um cobertinho pequenino na porta de uma igreja das testemunhas de jeová e subi as escadas até lá, mas não via a rua e assim continuava o perigo de não ver chegar alguém e ia e vinha espreitar e a ficar mesmo ensopada e ainda faltava meia hora para aquilo abrir e passado um  bom bocado vi uma senhora a descer a rua que para quem não sabe tem escadas a partir de certa altura portanto não passam lá carros e ao ver a senhora desci logo e felizmente ela era do centro de saúde e finalmente lá entrei mesmo antes da hora e esperei...
Que alguém faltasse à consulta e assim aconteceu e antes do meio dia lá me despachei e como estendi o anorak em cima de uma cadeira da sala de espera já estava sequinho o que não foi bom nem mau porque ao meio dia fazia um sol que até parece mentira o que tinha chovido entre as 8 e as 9 da manhã.
Singing in the rain

6 comentários:

luisa disse...

...What a glorious day...!
:)

jrd disse...

"...desatou a chover de uma maneira que não cabe na cabeça de ninguém..."
Acha mesmo? Olhe que há por aí umas cabeças que mais parecem cabaças...

Véu de Maya disse...

Maria do Sol.
Não corra muito.já chegou a Primavera.

cumprimentos.

Zélia Guardiano disse...

Nosso Tom Jobim certamente escreveu Águas de Março num dia como o que descreves.
Na minha longínqua infância os adultos nos diziam que São Pedro estava lavando o céu.
Um abraço

intimidades disse...

as vezes parece-me que so chove quando saio a rua

Beijos
Paula

WOLKENGEDANKEN disse...

Chegaste primeira as oito da manha e saiste ao meio dia ??
E bom resultado ?? :))