13 março, 2010

notícias completamente gratuitas (2) ou: tem pés (tade)

.
 




Bourgeois, L.
feet
(1999)




Nem vos conto. Tantas vezes o cântaro vai à fonte que um dia a asa resolve lá ficar. Poizé! Tal e qual com as minhas vindas por estes lados. Ao fim de muitas viagens sem incidentes, hoje o voo foi cancelado, por causa do mau tempo. Nada que eu não pressentisse, tais o barulho do vento e o temporal durante a noite. Ainda assim, antes das 8 da madrugada, estava a fazer o check-in. Mas, passado pouco tempo o voo é cancelado.  Informações suficientes depois, forma-se uma fila enorme para receber o voucher para o hotel onde poderemos passar o dia em P.D. A fila demorou a desfazer-se, até entrarmos no autocarro. Chegados ao hotel forma-se nova e interminável fila. Só uma funcionária para atender a catrefada de gente chegada ao mesmo tempo e atender telefones. Um teste à paciência de quem espera.  Muito tempo depois, cartão na mão, subo até ao 5º andar, aliviada por poder estar à vontade e aceitando com naturalidade que com os elementos não se brinca, muito menos quando estão muito exaltados. Cartão na ranhura da porta, abro-a e... só vejo uns pés muito brancos a remexerem-se na roupa da cama e, nas fracções de segundo que separam a "visão" do decidido fecho da porta, ainda percebo mais dois. Pode isto acontecer? Voltei à recepão alvoroçada, nauseada, a chorar de tanto rir, embora a cena seja confrangedora. Nervoso miudinho, é o que é. Coloquei a questão à senhora da recepção de tal modo que, entre mil pedidos de desculpa, me atribuíu um quarto que, ou eu me engano muito, ou deve ser o melhor do hotel. Francamente! E logo tinha de me acontecer a mim! [Digo isto assim porque não me pareceu que eles, os pés, tivessem dado realmente conta].

[Entretanto, há a possibilidade de viajar ainda esta noite para Lisboa, dormir a correr num hotel e de manhã bem cedo apanhar um voo para o Porto. A ver vamos.]

[Adiantou-me bem ter marcado o voo para hoje de madrugada, para aproveitar o voo directo para o Porto, e prescindir de ficar o fim-de-semana ... Balhamedeus!]

:)))

13 comentários:

Justine disse...

Quase que diria: bem feito! Então pode-se lá prescindir de um fim de semana nas Ilhas Encantadas???

jrd disse...

Esta não só é de graça, como tem graça.
:))

heretico disse...

quem anda à chuva...

mas depois da tempestade vem a bonança.

e outros pés. e outros passos!rss

Mónica disse...

olha se fosse um dos pés tb queria um quarto ainda melhor, balhamedeus!!!!!! já n se tá bem em lado nenhum

Rogério Pereira disse...

Dois em um (comentários, claro):

1º - Há histórias sem pés nem cabeça. Esta, tem...tem pés!
2º - Estava eu a seleccionar o melhor video para colocar no meu blog (sobre o filme "La guerre des boutons"), toca o meu télélé. Atendo. Era um pé. Um pé amigo. Quixava-se que no hotel, lá nos Açores, numa só noite, o incomodaram 10 vezes.

Conclusão: Teve sorte a mdsol. Se não tivesse sido a primeira importunar aquele meu amigo pé, não teria ficado no melhor quarto, daquele desorganizado hotel

lino disse...

Bom regresso :))

WOLKENGEDANKEN disse...

he,he :)) Como dizemos em alemao "Wer eine Reise tut. hat etwas zu erzählen"

Agora os pes da Louise Bourgeois dao medo .....

Um excelente domingo!!

ariel disse...

LOL.....
:))

Mar Arável disse...

No melhor pano cai a nódoa

" oremos "

intimidades disse...

boa sorte e boa viagem :)

Beijos

Paula

Tia_Cunhada disse...

Contratempos contra o tempo... :-)

Beijinho

Violeta disse...

O que importa é que chegues bem.. quanto aos pés, certamente nem deram por isso...

Francisco Clamote disse...

Mas que grande aventura !