13 outubro, 2008

conivências






Cepêda, Margarida
entrega
(2003)











Aqui me tens, conivente com o sol
neste incêndio do corpo até ao fim:
as mãos tão ávidas no seu voo,
a boca que se esquece no teu peito
de envelhecer e sabe ainda recusar.

Eugénio de Andrade, 13. matéria solar, 25


Elis Regina, fascinação

22 comentários:

intimidades disse...

brilhante

Jokas

Paula

mariam disse...

que bom, Mdsol!
que BOM.

Olha, sabes quem eu ouvi cantar isto, fiquei pasma, é que saiu tão bem, também... à Mariza, num concerto de sonho "Mariza & amigos" no jardim do Cerco em mafra, no âmbito do festival "Cool Jazz Fest"

boa semana
um sorriso agradecido :)

mariam

Anónimo disse...

..."and then I asked him with my eyes to ask again yes
and then he asked me would I yes
...
and first I put my arms around him yes
and drew him down to me so he could feel my breasts all perfume yes
and his heart was going like mad and yes I said yes I will Yes."
(James Joyce)

***

cristal disse...

Maravilha... Outra das "minhas" canções... BJ

Carminda Pinho disse...

Ai! este Eugénio de Andrade...
Ai! esta fascinação...
Ai! esta voz que continua a emocionar-me...

Fizeste-me chorar, sabes?!

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
belo post,
,
um eugénio de andrade,
a saber a foz do douro. . .
,
conchinhas
,
*

Esmeralda disse...

Bom dia.
Passa no meu cantinho, deixei lá um presente matinal para ti.

beijocas

mena m. disse...

Até arrepia tanta emoção!

Perfeito!

Beijinho

Aqueduto Livre disse...

Caríssima,

O seu blogue é como uma cozinha d'encantar:tudo aqui está perfeito.

Os produtos de qualidade; normalmente, só primores das hortas ecológicas, nas quantidades certas, com os cheiros a gosto e com gosto e a amesendação?...não pode ser mais bonita e deslumbrante!

Vê por que não sofro da ausência do "meu" - porque tenho o "seu", sempre à mão, para ler, ouvir e ver.

Abraço,

Zé Albergaria

Aqueduto Livre disse...

Caríssima,

O seu blogue é como uma cozinha d'encantar:tudo aqui está perfeito.

Os produtos de qualidade; normalmente, só primores das hortas ecológicas, nas quantidades certas, com os cheiros a gosto e com gosto e a amesendação?...não pode ser mais bonita e deslumbrante!

Vê por que não sofro da ausência do "meu" - porque tenho o "seu", sempre à mão, para ler, ouvir e ver.

Abraço,

Zé Albergaria

Graça Pimentel disse...

Há quanto tempo não venho visitar-te, minha linda! As saudades de blogosfera obrigou-me a vir hoje dar uma voltinha.
Cá tens mais coisas bonitas que eu vi. Para ouvor ainda não tenho tempo...

um beijo grande com saudades

Gilbamar disse...

São esses momentos de leitura de um belo post que embevecem a alma.

Belíssimo.

Abraços perfumados.

heretico disse...

fascinações...

~pi disse...

elis que nessa intensidade

que mais não podia

que

[ se o corpo é tão frágil

e a alma tão imen s i d ã o


~

Tinta Azul disse...

Fascinação o poema.
Poema, a Fascinação.

Muito bonito.
:)

mundo azul disse...

Um poema lindo e ainda com um fundo musical como esse... Tudo de bom!!!


Beijos de luz e o meu especial carinho...

Multiolhares disse...

gostei muito,Tamém Eugénio de Andrade...
beijos

encena_dor disse...

Enfim, umas "cenas"! Não queres conhecer?

Véu de Maya disse...

A ELIS E O EUGÈNIO: uma dupla de inebriar...do melhor...poesia e música da vida inteira...bem haja.

bjinhos

Anónimo disse...

" Grava-me
como um selo em teu coração,
como um selo em teu braço;
pois o amor é forte, é como a morte!
Cruel como o abismo é a paixão;
suas chamas são chamas de fogo
uma faísca de Iahweh!
As águas da torrente jamais poderão apagar o amor,
nem os rios afogá-lo".
(Ct 8.6-7)

((apesar da imprudência, da impaciência, da (aparente)falta de sensatez...contudo (eu sei), "que sera, sera, whatever will be, will be"..))

***

Violeta disse...

Hoje o teu post tem a minha música...obrigada!

Duarte disse...

Como sempre, fascinante!

Bjs.

:)))