29 janeiro, 2008

e por falar em mulheres...

Maria de Lurdes Pintasilgo
(fotografia em: http://www.arquivopintasilgo.pt)

Não foi condenada à morte, nem presa, mas tiraram-lhe o tapete várias vezes...


3 comentários:

Pulsante disse...

Mas foi um exemplo de coragem intelectual e política. Pertence a uma geração que faz muita falta a este Portugal neo-liberal-demagogo-populista-ignorante-chico-esperto.

Tinta Azul disse...

Nunca participei numa campanha eleitoral com tanto empenho, como na dela para a Presidência da República. Ainda que os resultados tenham sido um balde de água fria, valeu a pena.

um Ar de disse...

Conheci esta senhora noutros caminhos, anteriores à fase mais pública e política. Mas gostei dela e das pessoas que a rodeavam.

Não apanhei um balde de água fria, porque não esperava outro desfecho. Mas foi útil para abalar algumas certezas mais conservadoras.

Faz falta, pois faz.
Faz, porque não há qualquer alternativa com o mesmo nível.

Falta de nível... Um dos problemas dos políticos deste país?