04 dezembro, 2010

eu gostava muito de ter escrito assim







Hassam, Childe
rainy day in Paris
(1890)











Jacques Brel, la chanson des vieux amants


Paris

Se nos encontrarmos em Paris numa tarde cinzenta
com o tapete do Sena em transporte de emoções,
se nos encontrarmos em Paris
no café fumegante e denso de tabaco
as mãos que esconderes nas minhas serão pássaros
e a chuva de Outono cantará para nós.

Maria Sofia Magalhães, ciclo da pedra, edita-me, 92

10 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Eu também, mdsol, minha querida!
Eu também gostaria!
Texto lindo demais, de uma sensibilidade imensa!
Encantei-me com este post, com o post todo, pois a arte também é uma lindeza...
Grande abraço!

Francisco Clamote disse...

Eu também gostava. A Sofia está de parabéns.

António R. disse...

Grande canção! Gostei imenso dessa imagem das mãos serem pássaros é poderosa.

Rogério Pereira disse...

EStá sempre a mandar-me
para coisa lindas, belas
com cores de bom tom
e eu...
eu vou!

(só que não comentei, não sei que fazer ao tempo...)

brites disse...

ADORO BREL !
E SIGO COM ATENÇAO EFECTUOSA O BLOGUE DA SOFIA,QUE IMAGINO SER UMA PESSOA SENSÍVEL,TRANSPARENTE E TALENTOSA.
ÓPTIMAS ESCOLHAS COMO SEMPRE...

Justine disse...

Paris, um excelente poema, e a minha canção preferida de Brel!
Obrigada pelo momento, menina:)))

jrd disse...

Belíssimo!
A Sofia já nos habituou à força da sua poesia.

Duarte disse...

Que bonito!
Com versos assim o outono é mais belo... :))
Aquí estamos tendo dias frios e cinzentos.

Gostei da música, a adequada, um dos meus preferidos.

Beijinhos

luisa disse...

Sempre excelentes escolhas, mdsol. Gosto muito.

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Obrigada, Maria do Sol.