10 dezembro, 2010

cadeiras prendadas (4) [esta é tão prendada, tão prendada, que recebeu um Nobel]





Pesce, Gaetano
'nobody's perfect' chair
(2000)







uma cadeira vazia
foi aquilo que se viu
por causa da muita azia
daquele poder ao Liu

8 comentários:

jrd disse...

A azia na Ásia faz muita gente ficar com os olhos em bico...
;)

Francisco Clamote disse...

Muito boas as rimas e a ideia.

intimidades disse...

Adorei a cadeira

Beijos
Paula

ariel disse...

Um espectáculo de ilustração, e uma bela poesia...
:)))

Beijinho

Eu, Meu Contrário e Minha Alma disse...

Ando numa fona a este respeito. Eu digo uma coisa, coisa contrária diz Meu Contrário e Minha Alma não desempata. Arre que é chata!
(a Minha Alma, claro...)

Anónimo disse...

O ocidente está-se marimbando para a liberdade ou falta dela, pensa nos lucros,todos, que esta posiçao contém.

Uma insurreiçao na China vinha mesmo a calhar!

O MONSTRO ADORMECIDO ACORDOU,A SÉRIO!E O MUNDO TREME,TB.!E A DEMOCRACIA CONSTRÓI-SE,QUEM DIRIA?

O ocidente já não é o que era...e como sabemos o náugrafo atira-se a tudo que a sua visão transtornada
vê á mão!

Mónica disse...

o anónimo tem o seu quê de razão e deve ser uma pessoa importante com vergonha de dar a cara ;DDD

vinha aqui dizer q parece josé guimarães, q por acaso tem trabalhos no japão :DDD o comentário do anónimo distraíu-me

heretico disse...

quem tem cadeiras vazias
não pode ficar de direito
cada qual com suas azias
de que todo o mundo é feito.

beijo