12 dezembro, 2009

sábado de manhã (86)

.




R. Lichtenstein
sleeping muse
(1984)

8 comentários:

Duarte disse...

Uma imagem daquilo que foi... adormeceu... para sempre. São as vantagens do eterno!

Um forte abraço... comovido... nostálgico!

Duarte disse...

É preferível esse frio intenso, que até queima no contacto directo; ao frio húmido que penetra até aos ossos por mais roupa que ponhas... sinto-o.

Besos

mdsol disse...

Ehehehe menino Duarte: o segundo comentário refere-se ao post seguinte...

:))))

WOLKENGEDANKEN disse...

HE,HE ;))

susana disse...

Estou roída de inveja...

Arabica disse...

Ai Solinho que até ela tem uma face na sombra, assim oculta!!!! :)


Nem as senhoras dormindo ao sábado estão livres de tal flagelo!

:)

Um beijinho

anamar disse...

Atrasadinha, vim cuscar...
BjSSSSSSSSSSSSS
:))

Duarte disse...

Amiga, muito querida, não faças caso: são coisas da idade...

Beijinhos