24 março, 2009

vasos de sonhos






Decamps, M. A.
roses in a vase









SONO DE PRIMAVERA

Adormeço sempre com o teu mamilo
entre os dedos da minha mão
E o meu sono é tranquilo
como o das rosas

Jorge Sousa Braga, o segredo da púrpura [o poeta nu - toda a poesia, 151]


Jovanotti, a te

14 comentários:

Carminda Pinho disse...

Quem tem um sono tranquilo assim, está de bem com a vida, mesmo.:)

Beijos

Justine disse...

Eu de mamilos não percebo nada, mas considero o cúmulo do luxo ter na sala uma jarra com um braçado de rosas abertas, e deixarem cair pétalas PERFUMADAS.

Carla disse...

tranquilidade, sem dúvida é o que este post oferece

WOLKENGEDANKEN disse...

A mim me produciria outra coisa que sonho tranquilo :)) só depois ....

Blondewithaphd disse...

Lembrou-me uma série de coisas este teu post...

anamar disse...

Claro, pudera!Com este mimo qualquer sono é traquilo!...
Lindo vaso de rosas1
ana

jrd disse...

A flor do tacto.

mangapinto disse...

Amiga, que sono magnífico e sensual, parabéns pela escolha. E obrigado pela gentil visita.

Abraços - Mangarosa

lino disse...

Bonito poema e lindas rosas:))

intimidades disse...

adoro a primavera

posso andar co menos roupa LOL


Jokas

Paula

PreDatado disse...

Um poema simples e muito bonito.

Mar Arável disse...

Um ponto a atingir

Belo

Luis Bento disse...

Rosas, mamilos e sono..será um sonho sensual?

virgulino disse...

Essa é uma boa imagem