08 março, 2009

esparre quê?

.

O Sr. Professor das escolhas do dia do senhor à noite na RTP1 falou de esparregata... Esparregata? Ora vejamos:

Eu conheço espargata cuja definição se pode ler aqui e o movimento correspondente se pode ver no vídeo aí em baixo.



Esparregado sei que é assunto de culinária (cozinhado feito de hortaliças que são misturadas com farinha e leite depois de bem picadas, cozidas e espremidas, e que serve de acompanhamento). Sei que as hortaliças mais usadas para fazer esparregado são os grelos (em baixo, à esquerda, esparregado de grelos) e os espinafres (em baixo, à direita, esparregado de espinafres).







Esparregata? não conheço!

:))

[adenda: estava tentada a propor o novo verbo esparregatar ...]

16 comentários:

António Torres disse...

É muito simples.
Esparregata é um exercício essencial às marcelíadas, que, como se sabe, é o nome dado ao conjunto de aptidões que permitem, nos raros casos em que ocorrem, lerem-se 60 livros por mês.
Esparrega-se um livro até ao almoço, esparrega-se outro até ao jantar, e depois do jantar põem-se os olhos a marinar para o esparregar do dia seguinte.
Assim fazendo ao longo de 30 dias, temos esparregados os 60 livros que o prof, segundo afirmou na tv, tem por hábito esparregar mensalmente.
easy.

heretico disse...

"esparregata" será opinião pronta a comer? pela lógica...

Maria disse...

Não deixas escapar nada...
(foi um lapso do prof!)

;)

Carminda Pinho disse...

Olha que pena!
Não estava em casa e não vi as conversas do prof.
Mas acho que se calhar o lapso foi devido áquele defeitosinho que ele tem na fala, não achas? Eu acho que ele é um bocadinho "sopinha de massa". Lolololol

Beijos

O meteorologista disse...

Para quem não viu em directo:
-Sossego.Há-dem cá voltar mais destas,
que à menina não escaparão...

Véu de Maya disse...

Risos, Maria do SOL.

gosto de ambos...o de grelos e o de espinafres...acompanhados de uma boa anedocta.

bjinho

véu de maya

tinta permanente disse...

Das duas, uma: esparregata, é uma espargata feita por uma gata que, ao miarre, acentua os erres ou é um esparregado de gata. Ainda há uma terceira hipótese: o dito professor ter caído numa... esparrela. Vai-se a ver, é o mais certo...

abraços!

bettips disse...

Eu cá esparre(gata)va-os a todos mais as suas iluminações (pois, vejo-lhe uma lampadinha na cabeça!) ou alimárias (pois vejo polvos escorregadios nos seus gestos!).
O senhor - que nunca vejo pois que o vi tantos anos em tantíssimos contextos que me nauseiam as suas opiniões de bruxedo - tinha acabado de ler o sofetuere do portatel da sobrinha. É natural a confusão e muito mais naturalíssima na televisão.
Bjinho

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Sabe que também fiz lucubrações do género, mas quando vi a Flor Pedroso com aquel ar entendido, julguei que eu é que era ignorante. Obrigado por me ter tirado esse peso dos ombros.

mariab disse...

:)))

vbm disse...

lol

Luis Bento disse...

Ai que temos que dar nota 9 ao professor...

mena m. disse...

Fui à net para o ouvir!

Esparramou-se balha-lhe deus!

Beijinho

Arabica disse...

Será verde? ;)

Graça Pimentel disse...

Já procuraste no Magalhães? Se calhar foi lá que o professor viu essa palavra. Deve ser magalhanês...

beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
onde está a liberdade de
expressão ? se nos expressamos
de formas várias, se existe
liberdade neste País, eu não a
enxergo, mas como sou míope dou
o tal beneficio, se foi acordado
o acordo, do acordo ortográfico,
que cada um de nós expressa-se como
quiser, eu ando a aprender crioulo,
do verde sem mácula do nordestino
brasileiro . . . hehehe
,
conchinhas, deixo
,
*