17 março, 2009

sem assento & muita acentuação

.


Van Gogh
Gauguin's Chair with Books and Candle
(1888)



Anda por aí um factóide adaptado à blogosfera que me leva a pensar que se o ridículo matasse muita gente estava agonizante. Tal como comentei n' A Barbearia do senhor Luís pergunto: É de mim ou estão todos bem uns para os outros? Se calhar é hora de lançar uma recolha de fundos para subsidiar umas idas ao oftalmologista e a compra de umas boas lentes de (e para o) contacto, de uns desensarilhadores de papéis, de uns destrinçadores da natureza das situações, de uns desaceleradores de egos.... Balhamedeus, pois se há tanta coisa importante para tratar...

Dave Brubeck quartet, blue rondo à la turk, aqui (embedding disabled by request, rsrsrss)

(E o Van Gogh que me desculpe se a sua ideia iluminada ... se desperdiça por aqui)

12 comentários:

Carla disse...

diria...e já agora para rimar...e com muito pouca educação
beijos

Blondewithaphd disse...

Como eu adoro Van Gogh e Gauguin acho que não se desperdiça nada tê-los aqui neste cantinho branco. Lá quanto ao outro: já nada me surpreende, o que, diga-se, é uma tristeza porque eu até gosto de ser surpreendida.

Leonor disse...

Que cena(s) mais estapafúrdia(s)...

jrd disse...

E não há ninguém que lhes diga em bom americano: kiss my ass !?...

Henrik disse...

Apreciação totalmente precisa. Estão todos bem uns para os outros. E o pior é que nem uma remodelação resolveria, teria que ser abate completo e novos alicerces.

Donnola disse...

fui lá espreitar e ó balhamedeus, eu diria, cum catano, vale tudo, até tirar olhos (vá..poupa nas lentes :P)

q coisa pra deixar-me maldisposta

Violeta disse...

fiquei atónita...
Até amanhã!

~pi disse...

fico no

blue rondo à la turk,

( fico mesmo,



~

Arabica disse...

E se isto se pega? :)

Ana Paula disse...

Minha nossa! Agradeço-te teres-me chamado a atenção. Parece-me inacreditável as pessoas em causa perderem tempo com tais questiúnculas.

"Blue rondo à la turk" já!!! :):)

isabel mendes ferreira disse...

não não é de Si.


antes dos epifenómenos baratos e narcísicos.


gostei de ler...
muito.


e subscrevo.



bom dia.

tinta permanente disse...

Não me parece que a coisa prima pela sensatez, pelo bom gosto ou, no mínimo, pelo... português!

abraços!