22 abril, 2009

contagem decrescente 3



Francis, S.
ring of freedom
(1989)



Faz hoje 35 anos e era a segunda segunda-feira dos meus 20 anos. Faz hoje 35 anos e era a última segunda-feira dos 48 anos da outra senhora*!

José Mário Branco, eu vim de longe


* Dizer que era do tempo da outra senhora era uma forma eufemistica de dizer que era do tempo da ditadura, como bem se lembram. Sugerem-me que não a trate por senhora... okay: deixo à imaginação e criatividade de cada um a substituição por outro termo!

22 comentários:

António Torres disse...

faz hoje 35 anos, e aproximava-se aquela que viria a ser a senhora a quem falta ainda fazer muito do que havia prometido.
Uma mentirosa, que se deixou arrebanhar por certos rebanhos que passaram a pôr e a dispôr, sobretudo para benefício deles.
Muitas vezes me aborreço por ter que conviver com esta, cujo jaez não permite que lhe chamem, com propriedade - uma senhora.
:)))

jrd disse...

Sim Senhora! Folgo em saber.
Mas por favor não chame senhora à outra...

Maria disse...

:)))
Dei-te os parabéns na semana passada?

Beijo

anamar disse...

Não andávamos longe no tempo...
porque do mesmo tempo somos!
Tempo de uma senhora de maus costumes...
Fico ronron....com a força do JMB
:.)))))))))))))))) longo

Francisco Clamote disse...

Seja, v.g. "no tempo do outro senhor"

mundo azul disse...

_________________________________

Bem, não estou inteirada do assunto, mas, pelo que entendi...A "outra" não merece ser chamada senhora...Então não era boa coisa...

Beijos de luz e o meu carinho!!!

_________________________________

O meteorologista disse...

a outra, que não era senhora ,
mas senhor todo-poderoso,
foi desgraça ,foi calamidade.
Ainda hoje , 35 ANOS depois,limpamos o pó daqueles 48.

livia soares disse...

Querida,
é sempre estimulante passar por aqui.
A música, as palavras, os quadros, as tuas descobertas que compartilhas conosco, tudo tem sabor especial.
Um abraço.

Luis Bento disse...

35 anos atrás? andava na 4ªclasse..no tempo das cabines teleónicas veremelhas aos quadradinhos...

Gi disse...

MdSol venho agradecer-lhe a sua visita ao meu maluco blogue.

Em relação há 35 anos atrás, infelizmente, não guardo boas recordações; talvez se, na altura, fosse mais velha, hoje, apesar de tanta coisa má que se vê neste País, poderia sentir que o tempo daquela Senhora tinha sido muito mau.

Infelizmente, a mudança para a Democracia, a mim, há 35 anos atrás trouxe-me imensa tristeza e mal e não me deixa acreditar que a mudança se fez para melhor.

Tinta Azul disse...

Nem todas a quem chamam senhoras são boas...[como as de Ermesinde]

lino disse...

Há quem ainda tenha grandes saudades da rameira do botas. O resto de um bom dia.
Beijinhos

Violeta disse...

os comentários estão deveras interessantes.
bjs

Duarte disse...

Aquela "dama" fez-me sofrer alguam vez...
Cada pau que aguante a sua vela.

Beijinhos

Dois Rios disse...

Minha querida,
Bom mesmo seria não haver contagem para o que não somou, mas já que há, que passemos então a contar os anos de liberdade.
Meu beijo terno,
Inês

intimidades disse...

nao tenho idade para me lembrar disso, mas nao me parece que fosse gostar

Joaks

Paula

Carminda Pinho disse...

Tu 20 Mdsol, eu, 21 quase a fazer 23. É impossível esquecer.

Bjs

António Torres disse...

com o aproximar da tal data, e em jeito de concordância casual, a menina faz lembrar o ocorrido com a tal senhora apeada e a outra entronizada:
A primeira viu-se despida na nudez crua da verdade má e dura, enquanto a outra se cobriu de mantos de fantasias, não diáfanas mas opacas...
É por nos quererem fazer crer que o Mundo se esgota na escolha entre heranças salazarentas ou soarengas, que aborrece ter que se aturar gente de tão baixo calibre.
:))

Ana Paula disse...

Não deixa de ser divertido recordar as "coisas" assim :))

"o tempo da outra senhora..." conheço a expressão. E, de facto, há com cada senhora! Talvez seja de manter o termo, sinto-o todo feito de ironia.

Este "ring of freedom" é uma maravilha, quanto a mim. Seria bom criarmos uma liberdade também assim, cheia de cores, em lugar do cinzento que predomina.

P.S. - Tenho que renovar os parabéns pelas tuas sempre absolutamente excelentes imagens! Com um beijinho :)

um Ar de disse...

Faz hoje 25 anos e casei-me pela primeira vez :)...
.
... e também foi há tanto tempo, que parece ter acontecido no tempo da "outra senhora"...
.
Faz hoje anos, sempre, alguma coisa importante, pois então!...
.
[Beijo e :)...@]

António Torres disse...

isto é demasiado facciosismo.
Um donut azul????
rsrsrsrs

WOLKENGEDANKEN disse...

Fenomeno interessante: porque depois dos tempos da dictadura havia necessidade de encontrar eufemismus para se referir a esta epoca ??? Sera prova do profundo medo duma grande parte da sociedade de entao de ser frontal, de chamar as coisas pelo seu nome. A prova como um regimen dictatorial pode transformar e traumatizar todo um povo até depois de ter deixado de existir. Triste !

E até quando utilizaram-se estas expresoes eufemisticas ? Gostaria de saber