14 abril, 2009

do centro da terra ao céu na vertical: o ponto





Afonso, Nadir
Douro
(anos 70)







Afonso, Nadir
As Pontes sobre o Reno




Não tenho nada contra o zénite. [Até nos detectam alguma afinidade e nem sequer temo que me caia em cima da cabeça, como os Normandos do Asterix]. Mas, sempre tive muita curiosidade pela obra de NADIR AFONSO. Escolhi dois quadros do seu vasto trabalho sobre duas paisagens que me dizem muito. A propósito desta notícia.

14 comentários:

Donnola disse...

olha q belo programa para dia 23 :DDDDD

cristal disse...

É. Uma bela atenção tua para uma bela obra. Estas duas pinturas são mesmo fantásticas.

Duarte disse...

Bonito!
Sem ser o estilo a eleger, mas também gosto, como quase tudo que é arte, menos des-arte, mas du-arte.

Beijinhos

Dois Rios disse...

Querida Sol,

Fui passear pela obra de Nadir Afonso que de antemão confesso humildemente que não conhecia. De obras não entendo, mas entendo de ver e sentir. Vi cores, vida, amplidão. Belo!

Beijos outonais do lado de cá,
Inês

lino disse...

Belíssimos, até para mim que de arte não topo nada.

intimidades disse...

fantastico
adoro as linhas e cores e a leveza

Jokas

Paula

Osvaldo disse...

Olá Mdsol;

Isto que eu não paro de admirar no teu blog, é o imenso senso de defesa da cultura que sempre nos mostras e que procuras que todos se interessem...

E Nadir Afonso bem merece a homenagem que lhe fazes...

bjs
Osvaldo

bettips disse...

Infinitas linhas.
Pintor de norte, apontando o alto da nossa visão: o futuro.
Obg por dizeres e lembrares tanto essencial (onde não andam as câmaras de tvs).
Bj

bettips disse...

Penso que o meu com. não saiu: dizia o que já não sei que disse, algo sobre o pintor de norte e das linhas essenciais do futuro.
E agradecia lembrares tanto essencial que escapa às câmaras das tvs.
Bj

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Aliar o sentido de oportunidade da notícia à beleza estética não é fácil, mas aqui surpreendo-me todos os dias.
Também gosto muito de Nadir Afonso

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Aliar o sentido de oportunidade da notícia à beleza estética não é fácil, mas aqui surpreendo-me todos os dias.
Também gosto muito de Nadir Afonso

um Ar de disse...

Sabes?
Olho para a pintura de Nadir Afonso e penso: é mesmo pintura de arquitecto!...
Não sei se gosto assim tanto... mas gosto de a ver aqui.
.
Beijo...@

Ana Paula disse...

Dois quadros magníficos! Acho que é um trabalho muito interessante: sugere visões grandiosas, a par de minúcia e detalhe.

Adorei!

jose albergaria disse...

Eu gosto, mesmo muito, do trabalho de Nadir Afonso.
Faz muito tempo que não olhava para ele e para ela.
Obrigado por me ter feito revisitar uma e ou outro.
J.A.