19 abril, 2009

sem título





Dauge, B.
falling squares
(2005)





Mesmo com sol e menos frio continua a ser domingo à tarde.


Rubinstein, danza del terror - danza lejana de M. Falla

11 comentários:

Anónimo disse...

"sem título", o porquê!

O instante decisivo da evolução humana dura sempre... fazem-no com razão porque ainda nada foi.

Franz Kafka, in 'Meditações'

"atravessando as palavras há restos de luz"...
sempre subentendemos o contraditório, ao fim de semana porém é mais dificil.

lino disse...

Ontem foi um sábado à noite verde, apesar do Paixão :))

jrd disse...

Mesmo sem sol e mais frio continua a ser domingo à noite.

Tinta Azul disse...

A minha foi de muitas cores, em Montedor. O Domingo ficou-me bem melhor.
:)

~pi disse...

pão-cru





~

Ana Paula disse...

Pois é :) Agora, domingo à noite, frio e uma semana que se avizinha...

Lá irei, ao ritmo desta danza del terror :)) Soberba!

Bjs!

Patti disse...

... e aquela eterna sensação, de que não fizemos os trabalhos de casa.

Duarte disse...

Nota-se a arte de don Manuel. Tenho uma ainclinação especial por este compositor; mas, sobre tudo, "El amor brujo"!
:)))
Um grande abraço

bettips disse...

Embora "já" não trabalhe, fica-me a pressa, a angústia dos domingos antes de 2ª feira. Sempre, como o cão pela trela à porta do supermercadao sentimental.

Felizmente há azúis que se encontram. Há verdes que se procuram.
Bjinho

Carminda Pinho disse...

Foi desde a tarde até agora, sol no céu e no coração.
Os filhos conseguem sempre ensolarar-nos, mesmo que faça frio lá fora.

Beijos

intimidades disse...

cores fabulosas

Jokas

Paula