08 abril, 2009

o peso do luto





Carnochan, B.
tulip buds



Vítimas mortais 250. Não é por ser aqui ao lado que o sofrimento é menor.
[Ainda para mais com este tótó a dizer estas coisas.]

14 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Terá sido telepatia?

João Videira Santos disse...

Sofrimento é sempre sofrimento nas chagas da dor.

um Ar de disse...

É mesmo estúpido!... Que comentário indigente!
Não sei o que passou pela cabeça dos italianos, para terem que ouvir comentários destes.
Bahh...

Osvaldo disse...

Olá Mdsol;

Desconhecia as palavras do Berlusconi...
Se realmente são verdadeiras, é "apenas" mais uma estupidez a juntar às tantas que saem do Milk Boy's Italiano que ainda não compreendeu o que deve ser compreendido...
É triste...

bjs
Osvaldo

O Profeta disse...

As madrugadas na Ilha
São feitas de morna calmaria
A brisa dança no silêncio
Os pássaros dormem em harmonia

Uma valsa de bonança
O rodopio das águas de um ribeiro
As hortênsias pintam a terra de azul
Um sino solta o seu tocar primeiro



Boa Páscoa


Mágico beijo

Carla disse...

tens toda a razão

beijos e desejos de uma boa Páscoa

António Torres disse...

Se dessem um tabefe ao Berlusco, ele podia encar isso como um carinho de maior intensidade...
Que falta de cha.

Graça Pimentel disse...

O "tótó" é mesmo louco. Quem mais faria um comentário tão idiota?

Beijo grande de Boa Páscoa

A.S. disse...

Às vezes esquecemos a fragilidade da vida!... Vivemos caminhando sempre à beira dos abismos...


Um beijo... e Boa Páscoa

anamar disse...

Então e o teu "balhame" Deus...
do luto, fica também a loucura...

Tinta Azul disse...

Buac pró Berluscas..
Bahhhhh

jrd disse...

O Caimão é assim, ou morde ou diz disparates.
Faz tempo que me interrogo sobre o que se passa com os Italianos que lhe prepararam um pântano à medida. Como é que foi possível!?

Duarte disse...

Imprevisível...! Ninguém sabe o que lhe espera numa esquina, a natureza é assim!

Beijos

mena m. disse...

Uma tragédia e

um palhaço ( sem ofensa aos que o são como profissão)!

E não há nada que lhe valha!