02 abril, 2009

dias de Abril




Gussow, A.
the perfume of April
(1987)






Abril

Dia feliz, passeando
Sol a jorros, sem calor:
Os santos de sentinela
Nos miradoiros lavados
Onde flameja a brancura
Da graça do seu renome;
Centeio a jurar à fome
O advento da fartura;
Ninhos, namoro, ternura,
E caminhos de amargura
Atapetados de flores
De uma insolência sincera:
Vulvas de todas as cores
No impudor da primavera.

Miguel Torga, diário XII, antologia poética, 416


Tom Waits, you can never hold back spring (2'30'')

10 comentários:

anamar disse...

Cheira a primavera, a páscoa num longo caminho cheio de sensualidade:.))

Ana Paula disse...

Belíssimo conjunto! Primavera em Abril, assim, vale a pena :)

Arabica disse...

Passeando e lendo,

branco no branco :)


Beijos e bom dia!

Fabulastic disse...

Que blog tão asseadinho... :)

Justine disse...

Como eu gosto da insolência das flores e do impudor da primavera, ao som da voz telúrica do Tom Waits
Bjinhos:))

jrd disse...

Gostei do fair play. Tem toda a razão, cá por baixo também há os gostavam de fazer esses males, só que nem sequer têm "categoria" para isso...

Mas vamos ao que importa; gosto muito de passar por aqui, no entanto, o meu Malevich preferido é o "carré rouge" (nota-se) se bem que em tempos e num contexto muito especial, inseri este poste.
http://bonstemposhein.blogspot.com/2007/03/blanc-sur-blanc.html

Em Abril ou Maio, o meu branco é avermelhado.
bfs

Graça Pimentel disse...

Miguel Torga lindo, como sempre.

Beijo

Sthefanie disse...

Nossa...Que tela linda ! O poema também é muito bom.
Parabéns adorei o seu blog !

Violeta disse...

e esta também não conhecia.
Obrigada!
bjs e bom fim de semana.

poetaeusou . . . disse...

*
Hoje
sei apenas gostar
duma nesga de terra
debruada de mar
,
brisas de abril, envio,
,
*