08 setembro, 2008

fotografia "a la minuta" em tempos digitais *




Caulfield, P.
found objects
(1968)






tenho hoje no meu regaço
restos de um tempo longe:
pingos de música
pedaços de cheiros
migalhas de aromas
nacos de rostos
fracções de feições
fragmentos de olhares
porções de palavras
bocados de verde
grãos de loucuras
estilhaços de lutas
de um coração inteiro


Chico Buarque e Nara Leão, com açúcar, com afeto

*
palavras sem pretensões de serem catalogadas como qualquer género literário! rsrsrs

13 comentários:

JPD disse...

Com tudo isso estás de parabens pela excelente edição, mdsol.

Bjs

mundo azul disse...

UM ÓTIMO POEMA! Gostei muito!
Chico e Nara...Tudo de bom!

Foi um prazer passar aqui!!!


Beijos de luz e o meu carinho...

ROSA E OLIVIER disse...

"ma ho la certezza che il mio mondo
e ci sarà anche quando chiederó di
chiudere la luce..."...!?...baci!...tua poesia é linda!...grazie.

António Torres disse...

doce, e delicado.

...
"na caixinha um novo amigo
vai bater um samba antigo
para você rememorar"
...

O Buarque sempre morou no lado bom da música brasileira.
Não há muitos outros, na minha opinião.

:-)))

Véu de Maya disse...

absorvi a musiquinha...sal, acúcar, café e afecto...a vida bem cantada...e encantada...começa aí a felicidade...

Justine disse...

...mas palavras muito bem alinhadas e a transmitirem-nos claramente um estado de espírito!!
E o acompanhamento musical a reforçar tudo!

Beijo

intimidades disse...

as vezes sinto que aminha vida sao fragmentos e nao os consigo ordenar

Jokas

Paula

Anónimo disse...

Found words, nicely...

;)) José-Carlos

Duarte disse...

Está bem, até escreves mesmo bem, eu pelo menos gosto!
Neste caso a escrita supera a gráfica.

Abraços

Dois Rios disse...

Minha querida,

Carrego hoje cada verso do seu lindo poema. Cairam-me feito uma luva. A chuva que cai lá fora andou respingando aqui por dentro. Nenhum motivo aparente. Só uma grande falta de completude. Mas isso passa. São coisas da idade.

Beijos de muito querer, (sempre do lado de cá).

p.s. a imagem não poderia ser outra... fragmentnos de uma explosão interna... estou catando os pedaços.

mena m. disse...

Vagueando pelas memórias...

Belas palavras!

Carla disse...

e que belos pedaços que o teu regaço oferece
beijos

heretico disse...

"estilhaços de luta de um coração..." . belo