06 maio, 2008

... tem dias ...




Rodin, A.
La doleur
(1889/92)

bronze: 30,5x16,5x14

4 comentários:

Duarte disse...

A escultura é uma das minhas debilidades, e Auguste Rodin um dos preferidos: mas também gosto da obra do Soares dos Reis, especialmente da "Flor Agreste".

Duarte disse...

"... tem dias ..."
Assim é!

Como dicen por estas latitudes; no hay mal que siempre dure, ni dolor que lo remedie.

Ânimo, "que não há mal que sempre dure, nem dor que o remedeie".

um Ar de disse...

Pois... a dor tem dias!...

Hoje, será mais um dia de sacrifício a corrigir turmas de testes... Já nem os posso ver.

Mais vale "atacá-los"... custe o que custar e já vou tarde, como sempre...

[Beijo em dia não]

P.S.: O pior é quando os dias são, cada vez mais, iguais uns aos outros...

Justine disse...

Esta "Dor" não me importava eu de ter: nas costas, no regaço, sei lá :))