18 maio, 2008

ternuras físicas e químicas e tudo!

Para te acordar

do sono profundo

disfarço-me: leão

que ao te roçar

esquece a missão.



Rousseau, H., La Bohémienne endormie , 1897,

C. Drummond de Andrade,
Arte em exposição
in Farewell, 30

5 comentários:

Duarte disse...

As feras também sucumbem ante a beleza do sono.

herético disse...

leão moribundo?...

mdsol disse...

duarte:
claro...
:)


herético:
não creio
:)

um Ar de disse...

Como sabes, pouco percebo de futebol, mas vou devagar...

Não é aqui no Porto que se diz:
- Que se "f..." a taça, o que interessa é o campeonato?

É, não é?
Sendo assim...
:)
Azul!

[Beijo com Um Ar De português vernáculo, enquanto nos deixam falar português de Portugal...]

mdsol disse...

um ar de
estou a rir-me à gargalhada! [só tu...]
levantei-me para ir conferir o que me dizes [o rato novo até caíu]
estás certíssimaaaaaa. e neste momento está mais genta a rir cá em casa rsrsrsr
beijos de todos
Biba o campeonato, carago! rsrsrsrsr