17 fevereiro, 2009

sem título (com aditamento)





Edenmont, N.
big wedding
(2005)





a propósito disto e porque tenho estado a ouvir isto

[A pergunta inevitável: quem terá sido o/a malandro/a que a deixou sozinha?]

Nota à margem e razoavelmente em cima da hora do programa prós e contras (a merecer mais ponderação...)
. Não gosto de gente arrogante a discutir.
. Quem mais convence é quem mais apresenta os argumentos num quadro, ele sim, de tolerância (Eh... tolerância no sentido da compreensão).
. Acho incrível como há gente que aceita ir debater assuntos sem se preparar. Com base na fé. O tempo em que a fézada chegava acabou.
. O desporto já o mostrou há muito: só se compete entre iguais. Assim, foi uma cabazada a favor do sim, case-se com quem quiser. que também é a minha posição. que detestei a agressividade de algumas pessoas do sim. que se tivesse de ser convencida, não era o modo delas que me convencia.
oh pah mas isto sou eu aqui a escrever isto...

13 comentários:

Fantomas disse...

:)

António Torres disse...

como diz o outro,
- aos anos que não ouvia isto...

não sei como será esta música no futuro.

talvez tenha que ser adaptada, consoante os 3 géneros:
- Homem?
- Mulher?
- Not sure?

Juani lopes disse...

quien se casa?
saluditos

O meteorologista disse...

Sinais dos tempos:
-que personalidades deram a cara pelo não?
Uns desconhecidos e impreparados .
Miguel Vale de Almeida, absolutamente brilhante.
e sim senhor.muita agressividade despropositada de um ou outro sim.

Dois Rios disse...

Minha linda Sol,

Quando o foco da discussão culmina numa escolha entre sim e o não sempre há discussões calorosas porque cada um prega as suas convicções de acordo com os seus credos.

Como se diz aqui no Brasil, não sou a favor e nem contra, muito pelo contrário, rsrs...

Beijos do lado de cá sob um céu de bridadeiro,

Inês,

p.s. Manaus é minha terra natal mas o Rio é a cidade que habita no meu coração.

Arabica disse...

Vão todos de branco...sem diferença na espécie ou no genero...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Os portugueses já não sabem conversar. Perderam a capacidade de argumentação e discutem tuod aos gritos. Não tenho pachorra e também não aprendo nada com debates deste género, onde ganha quem berrar mais alto.

Graça Pimentel disse...

mdsol
Não vi o programa e não tive paciência para o ouvir agora. Tenho a minha opinião que não vem ao caso. Mas entendo que a Igreja Católica, como qualquer movimento cívico, está no seu direito de ser contra e de aconselhar os fiéis a votar contra. O PS é a favor deste casamento e também aconselha a votar sim.
Digo eu...

Beijo

Violeta disse...

fiquei confusa, ando a leste.. desculpa, quem casou ou naõ casou?
a culpa tb morreu solteira...

Juani lopes disse...

pues eso no?, que se case quien quiera, con respuesta a tu pregunta
en mi blog, era mi marido
saluditos

Osvaldo disse...

Olá Mdsol;
Não vi o programa, por deveres profssionais, mas também é verdade que depois de algum tempo o Prós & Contras dixou ter credibilidade pela falta de clarividência e postura tanto dos convidados para o debate como da própria apresentadora que tenho a impressão, ganhou fama e pôs-se a dormir...
Tenho a minha opinião sobre o assunto e não a escondo. Sou frontalmente contra porque se o casamento como dizem muitos, não passa de um contrato, foi um contrato edificado para a união de duas pessoas de sexo diferente ou se quizerem, entre o homem e a mulher. Não tenho nada contra as pessoas do mesmo sexo que vivem juntas e cada qual é livre e responsável dos seus atos com seus direitos e deveres, mas por favor, não confundam as lógicas da matemática... ou seja;
um + uma = a um ou muitos e o Planeta tem futuro.

um + um = a 0
uma + uma = a 0 e no conjunto o produto é nulo, o que corresponde à extinção da humanidade...

Chamem-me de Velho, de Arcaico, de Cafona, do que quizerem, mas enquanto formos dirigidos por governantes, e isso acontece em muitos países, de preferências sexuais dúbias, o Planeta acabará, não devido ao aquecimento global mas devido a que o BURACO de protecção da atmosfera já está mais que largo... está roto.

Desculpem esta minha intervenção, mas não poderia FICAR CALADO.

bjs, Mdsol
Osvaldo

Pulsante disse...

"A pergunta inevitável: quem terá sido o/a malandro/a que a deixou sozinha?"

É o malandro que a resolveu fotografar antes de a comer (à torta).

mena m. disse...

Osvaldo,
quem são os governantes de preferências de sexuais dúbias a que te referes?

Por acaso o Bürgermeister de Berlim é homossexual, mas ele afirmou-o logo na tomada de posse para não deixar dúvidas!

mdsol ainda bem que me mostraste aqui estes videos, pois ter-se-iam-me esapado!

beijinho