27 fevereiro, 2009

florzinha de... Robert Mapplethorpe & poema de EA






Mapplethorpe, R. - two vases and flower (1985)




Como (quase) toda a gente desatou a falar de Robert Mapplethorpe, lembrei-me da linda fotografia com que parabenizei aqui os 2 anos do blog aluaflutua.
Nem só de preto e branco e...nus e tal vive o artista...


SOBRE UM CORPO

Sobre o teu corpo caio
daquele modo que o verão tem de espalhar os
cabelos
na água esparsa dos dias
e faz das peónias uma chuva de oiro
ou a mais incestuosa das carícias.

Eugénio de Andrade, véspera da água, 15



Kathleen Battle, ave maria de Gounod

[E dedico o post à D. que faz hoje anos e eu gosto muito dela e ela sabe e tudo e tudo...]

13 comentários:

António Torres disse...

Parabens por um post preenchido de beleza. Na imagem, no poema, na musica.
:))

poetaeusou . . . disse...

*
incestuoso . . . post,
,
conchinhas,
,
*

Maria disse...

Obrigada
por tanta beleza
neste post.

Um abraço

mena m. disse...

Uma entrada perfeita no fim-de-semana!

Lindo! Tudo!

Beijinho

jrd disse...

Porque não se as peónias são flores-irmãs.

Art&Tal disse...

bonita observaçao :)


ja conheces a minha princesa?


bjos

OBS C.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Muito bem lembrado! Aliás, porque sei que a maioria das pessoas só conhece essa faceta do Mapplethorpe, deixei logo um aviso no post que escrevi sobre o assunto no DO

Tinta Azul disse...

E é mesmo linda linda.

:)

[E não esqueças que a D. faz hoje anos.]

Duarte disse...

Que sensibilidade!
Que transparência!

Gosto

Beijinhos

Violeta disse...

Muito bonito, como sempre
bjs

Mr. Lynch disse...

Mdsol;
A beatitude da voz de Kathleen Battle com as palavras de Eugénio de Andrade...
Parabéns à D.
Um bom fim de semana

Anónimo disse...

Muito obrigada pela dedicatória. BJ D

luis disse...

"Tive um acidente na net esbarrei neste blog. Vou ficar aqui eminternado, a convalescença em boa companhia não é uma fatalidade... é uma benção"... Foi assim ... o meu primeiro comentário neste espaço...lembrei-me disso agora porque... são 3h da manhã...ando numa luta com os neurónios adormecidos... quero escrever um texto e não consigo... Não sai nada! Enervo-me... irrito-me... e depois...venho aqui banhar-me em sensibilidade e harmonia...passeio pelos posts de grande qualidade estética, pelos poemas, pelos pequenos textos carregados de um leve sorriso e depois...
vou embora mais sereno...
é espantoso como, ao fim destes quatro mesese de descoberta a aventura continua tão excitante...