02 fevereiro, 2010

em português nos entendemos

.





Wilton, N.
palimpsest

Isto hoje está atupido de visitas porque aqui publicaram um comentário que deixei por lá. Sosseguem que eu não passei nenhuma capina aos autores, não me referi a eles como deslarados e ninguém se  encediou comigo.  Também não me pus lá a fazer moafas e não me ocupo com qualquer estardalho. Gosto de esterroar, é o que é.  Claro que se eu fosse um moteno, ou muito entanguida, isto não aconteceria. Uma simpatia, sem mesurices e nada remisgada que eu, que não me acho farsola, assinalo.

Uxu Kalhos, erva cidreira
:)

8 comentários:

João Carvalho disse...

Uau!

susana disse...

Eu fui lá ler! Uma delícia, apesar de me fazer sentir uma "ingnorante" ;)rictersh

ariel disse...

A menina por onde passa deixa rasto e do bom, digo-lhe eu que não sou dada a manteiguices...

:))

Mónica disse...

e afinal qual era o propósito do comentário? já n interessa :DDD

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

nem de propósito... hoje há Pronúncia do Norte lá no Rochedo

cristal disse...

Num bou arremedar-te, e num quero apeguilhar contigo. Tu arrincaste-me lá uma prosa que num é pra bascalhos... Para além de me fazeres largar badagadas do riso, acajo me fizeste a modos churriscar o caldo que tinha ó lume. Apeteceu-me botar um lenço à chanfoneta e sair à eira para estrroar contigo... O pior é que este tempo não está para flostrias. Ando numa fona e ainda meia manquitelas do último ataque do reumático. Bem já chega de moafas pra hoje. Haverá muito magengro que terá que amerguçar no dicionário se nos quiser refunfar... Inté

Justine disse...

E se vocês traduzissem?? :)))))))

bettips disse...

Longe de mim refutar um tal gole à baliza! Num conhesso mas vou a modos que desmoendo, do antigo e do novo dicionário! Bjinho