04 fevereiro, 2010

a (des) propósito do modo como algumas gentes vêem certas coisas ou dizem julgar delas






Groot, Pat de
sun on water in february
(2001)











SOBRE O MAR


Sobre o mar
a mão escreve. Como se escrever
servisse para diminuir o erro.
Escreve
num país atravessado a prumo
pelo delírio.
País despossuído, pátria escura.
Que chama
transparência ao mais espesso muro.

Eugénio de Andrade, pequeno formato, 61



Amália, solidão (canção do mar)

7 comentários:

Ana Paula Sena disse...

Muito belo e muito a propósito!

Um beijinho grande, querida Md(Sol)

:))

jrd disse...

Eugénio. Como ele, na terra, cantava sobre o mar?!...

Justine disse...

Ah Eugénio, como tu sabias!

anamar disse...

Com as palavras de Eugénio e a Amália , tudo dito...
.))
Beijinho Linda mdsol

intimidades disse...

que fazer/..

Beijos
Paula

lino disse...

Dois grandes da cultura portuguesa.

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Lindíssimo e oportuno.