25 abril, 2011

sempre







Lewis, Kris
the red carnation







Sempre, sempre!




Zeca Afonso, grândola vila morena (com imagens do dia 25 de Abril de 74)

O tesouro, de Manuel António Pina

Sempre (2007)
Sempre (2008)
3, 2, 1, Sempre (2009)
Sempre (2010)

12 comentários:

anamar disse...

Lindo!
Sempre em descoberta...
Onde posso "comprar"???
Bjs :))

ariel disse...

Sempre!!!

Maria disse...

S E M P R E !!!!!
Um abraço e um cravo bem vermelho para ti!

Carminda Pinho disse...

Sempre!
:)
Bjs

livia soares disse...

É um prazer reencontrar seu blog.
Continua a ser um dos meus favoritos.
um abraço.

António P. disse...

E hoje está um dia luminoso :)
E 37 anos depois, pena que tudo esteja ritualizado e que tenhamos perdido a capacidade de nos questionarmos.
Mas a liberdade ...essa é o bem amior que há que saber renovar.

R. disse...

Muito obrigada, mdsol! Um muito bom dia por aí também, pleno da alegria e da esperança que reinavam naquele dia e de cuja memória somos féis depositários. Preservemo-la viva para sempre (mesmo os que de nós ainda não haviam nascido temos essa obrigação)! Preservemos os valores de Abril que, entre muitos outros, nos permitem a liberdade de partilhas como estas. Abraço grato!

jrd disse...

Lindo e "datado"!
:)

lino disse...

Sempre!!!

intimidades disse...

fantastica imagem

E feliz 25 de abril

Bjinhos
Paula

Mónica disse...

hiper realismo, mto bonito

bettips disse...

FOI
maior do que se viu.
E dia a dia, pedra a pedra, livro a livro.
Abçs